Quando Procurar Por Um Otorrinolaringologista Pediatra?

Quando procurar por um otorrinolaringologista pediatra?

Manter a saúde das crianças é uma das principais preocupações dos pais. No entanto, algumas especialidades da medicina são deixadas em segundo plano quando o assunto é a prevenção de doenças no público infantil. Por conta disso, muitos pais visitam o otorrinolaringologista pediatra apenas quando acontece alguma urgência.

Realizar as consultas com o otorrinolaringologista pediatra é primordial para o desenvolvimento da criança, principalmente quando ela tem alguma predisposição para condições que atrapalham a fala e a respiração. Confira a seguir qual é o momento ideal para marcar um horário com o otorrino pediatra.

Quando levar meu filho para o otorrinolaringologista pediatra?

Na verdade, a primeira visita ao otorrino pediatra acontece ainda no hospital. Isso porque, esse profissional é o responsável pelo Teste da Orelhinha — exame feito a partir das 48 horas de vida do bebê que ajuda a detectar qualquer anormalidade na audição. Trata-se de um exame otorrino obrigatório, exigido por Lei, e o mais eficaz na identificação de problemas auditivos nos recém-nascidos.

Nos demais anos de vida, os pais devem procurar um otorrinolaringologista pediatra nas seguintes situações:

  • Quando o bebê chora ao ser tocado na orelha;
  • Quando o bebê chora durante a amamentação;
  • Quando a criança não responde ao ser chamada;
  • Quando a criança não reage a sons;
  • Quando a criança fala muito alto;
  • Quando a criança pede para que repitam o que foi dito com frequência;
  • Quando a criança tem a necessidade de aumentar o volume da televisão ou de qualquer equipamento de som;
  • Quando a criança apresenta sangramento nasal;
  • Quando a criança perde o fôlego durante o sono;
  • Quando a criança ronca;
  • Quando a criança respira de boca aberta;
  • Quando a criança tem a voz rouca;
  • Quando a criança apresenta alteração na pronúncia de fonemas;
  • Quando a criança apresenta infecções (otites) de repetição;
  • Quando a criança tem sinusites de repetição;
  • Quando a criança apresenta os sinais de rinite;
  • Quando a criança repete errado aquilo que lhe disseram mesmo após serem corrigidas.

Essas são as principais situações às quais os pais e responsáveis devem estar atentos. Caso a criança apresente um ou mais dos sinais relatados acima, é fundamental levá-la para fazer o acompanhamento com um otorrinolaringologista pediatra.

Qual a importância de consultar o otorrino pediatra?

É a partir da audição que a criança aprende suas primeiras palavras e sabe como deve se referir à mãe e ao pai, como negar alguma coisa, como ser educado com as outras pessoas — dizendo as chamadas “palavrinhas mágicas”: por favor e obrigado —, sendo assim, identificar possíveis problemas auditivos é essencial para que o processo de aprendizagem, e a qualidade de vida como um todo, não sejam prejudicados.

A prevenção é, sem dúvida alguma, a melhor maneira de garantir que as crianças tenham uma infância saudável. Por esse motivo, assim que a criança apresentar sinais de problemas auditivos ou respiratórios é essencial levá-la para o otorrinolaringologista pediatra. Quanto antes o diagnóstico for realizado, maiores são as chances de sucesso no tratamento e, consequentemente, de a criança viver com tranquilidade e qualidade.