O Que é Amor: Vamos Conversar?

Desde criança questionamos tudo que nos é ensinado. É bem provável que você já tenha perguntado o que é amor ou escutado sobre esse sentimento tão questionado por todos. Por isso, vamos conversar um pouco sobre amor, relacionamentos e paixão.

O que é amor, na visão da ciência

A ciência chegou à conclusão de que o amor romântico ativa áreas específicas de nosso cérebro. Ao estarmos perto da pessoa que amamos, áreas relacionadas com a motivação e recompensa são ativadas. Essas áreas são o hipotálamo, o córtex cingulado anterior e o hipocampo.

Também, regiões cerebrais têm suas atividades reduzidas e/ou desligadas. Tais áreas são responsáveis por emoções negativas e julgamento. Isso ocorre no córtex frontal e na amígdala.

A diferença entre amor e paixão

Poeticamente, a dúvida sobre o que é amor é comparada com a paixão. Sabe quando você conhece alguém, e sente uma conexão tão agradável, como se a conhecesse há bastante tempo? Essa sensação define a paixão.

Você, com certeza já deve ter sentido. Paixão é fogo, é pensamento insistente, é mensagem respondida rapidamente.

Mas, com o tempo, essa fase passa, e então você consegue sentir amor romântico por alguém. Quando o amor chegar, você vai perceber. Não há orgulho, não há raiva ou briga boba, que supere o amor. Obviamente, o amor próprio antecede o amor pelo outro.

Como esquecer um amor

No entanto, nem tudo são cores. O amor recíproco é um acontecimento incrível. Porém, se ele não é correspondido, a dor é inevitável. E há quem diga que a dor sentimental é mais forte que a dor física.

Por isso, além de saber o que é amor, você precisa aprender como superar um término. Para isso, a melhor coisa a fazer é buscar conteúdos que confortem você nesse momento. Valem leituras, cafés, conversas com amigos. O blog chama de amor é uma ótima sugestão para você!

Devo procurar um amor?

Busque ser uma pessoa agradável, que é coerente com sua fala, que pessoas interessantes irão entrar em sua vida. Não procure um relacionamento sério, como se isso fosse segurança de algo, que não é.

Independente do que você acredite, você atrai o que emite. Se você não está com seu amor próprio cultivado, não conseguirá emitir. Pois, primeiro se ama a si mesmo, para depois amar ao outro.

Por se tratar de um sentimento, não há como mensurar o que é amor. Mas, no tempo certo, a pessoa ideal vai chegar. Apenas, cultive o seu jardim, que as borboletas irão chegar naturalmente.