Negócios e Aplicações Móveis

Quem anda no mundo dos negócios, sabe a importância de apostar em inovações, ou de pelo menos acompanhar as inovações que andam a ser efetuadas pelos concorrentes, de forma a conseguir tornar-se mais competitivo.

As aplicações (ou no Brasil, aplicativos) são uma das formas através das quais as empresas têm vindo a desenvolver-se, apostando em inovações que lhes permitem melhorar processos, comunicar com e compreender mais eficazmente os seus clientes.

Mas porque são as aplicações móveis tão importantes?

Hoje em dia, quase toda a gente, (especialmente nos países mais desenvolvidos) tem e sabe usar uma parte interessante das funcionalidades que o seu smartphone permite. O aparecimento e rápida adoção dos smartphones permite que cada vez mais apps sejam instaladas.

As apps são pequenos pedaços de software criados para que se possam efetuar determinadas ações. Algumas apps são criadas especificamente para dispositivos móveis (sendo as mais comuns para Android e iOS.), o que permite ao utilizador descarregá-las e utilizá-las, facilmente, em qualquer lugar.

Como podem ser importantes para quem tem negócios

Quem tem negócios muitas vezes precisa de aplicações, para efetuar ações quer ao nível da gestão, quer ao nível da interação com clientes.

Uma app pode ser criada com diversas finalidades: verificar os stocks existentes, interagir com os clientes, criar um jogo para aumentar a ligação com a marca, efetuar um inquérito, etc.

O que é preciso para ter uma app?

Um objetivo

Ter um objetivo e uma ideia bem definida do que se pretende atingir com a app é o primeiro passo.

Capacidade para a desenvolver

É preciso perceber a forma como as apps são desenvolvidas. Quem tem esse conhecimento pode desenvolvê-las por si mesmo. Ou, alternativamente, a estratégia pode passar por encontrar e contratar uma empresa especializada em desenvolvimento de aplicações móveis, que possa tornar o seu objetivo realidade.

Saber como implementá-la / vendê-la

Se o primeiro passo for bem efetuado, saberá a quem a app se destina, e qual o problema / melhoramento que esta se propõe a fazer/desenvolver.

Ter uma app, apesar de não ser algo obrigatório num negócio, pode ser algo bastante interessante para quem procura desenvolver o mesmo. Se esta conseguir satisfazer um objetivo específico que possa trazer mais-valias para o negócio do qual faz parte, poderá ser inovador e um ativo para a empresa que se propõe a desenvolvê-la.

Agora que já percebeu a importância do desenvolvimento de apps, pode pensar se faz sentido fazê-lo no seu caso. Apenas pense num problema que tenha e se a tecnologia o pode solucionar!