Como Escolher a Melhor Câmara Frigorífica

Este excelente artigo técnico se propõe a desvendar como escolher a melhor câmara frigorifica e para tanto oferece os esclarecimentos pertinentes e necessários para obter o êxito esperado nesta feita.

Existem opções para quase tudo na vida, a câmara frigorifica não é exceção, aparentemente são todas iguais, entretanto, após instalada, se percebem as enormes diferenças entre elas, seja no que tange a eficiência de funcionamento, bem como no consumo de energia elétrica.

Estamos falando de algo de alto custo e que vai abrigar mercadorias termo sensíveis e/ou perecíveis, lembre-se do investimento dispendido para formar o estoque de mercadorias refrigeradas, além dos malefícios advindos de comercializa-las improprias para o uso. Então, no processo de escolha, seja detalhista e paciente, não se deixe levar pela pressa, não forneça ou aceite informações verbais, guarde todos os documentos gerados durante este procedimento, eles serão uteis para consultas futuras.

O método assertivo para escolher a melhor câmara frigorifica se dá em três etapas e que serão detalhadas mais adiante, a saber:

  • Projeto;
  • Orçamento;
  • Instalação e montagem;
  • Teste de funcionamento.

Uma excelente câmara frigorifica demanda um projeto adequado

Inicialmente deve-se dispor de um bem rematado projeto da câmara frigorifica que englobe as reais necessidades e aquilo que dela se espera, como segue:

  1. Plano operacional com as necessidades básicas:
    • capacidade desejada de estocagem,
    • infraestrutura necessária para receber a câmara frigorifica,
    • espaço requerido para realizar a movimentação das cargas armazenadas;
  2. Projeto construtivo associando a rotina de trabalho as características da mercadoria que será armazenada:
    • determinar a mercadoria em questão e o tipo de embalagem,
    • esclarecer a quantia em estoque e a quantia diária que será movimentada,
    • saber a temperatura e umidade relativa para conservação da mercadoria,
    • divulgar o tamanho desejado (largura x profundidade x altura),
    • estar ciente da tensão ou voltagem disponível no local de instalação,
    • estabelecer os acessórios profissionais que serão uteis e melhoraram o desempenho da câmara frigorifica que está sendo projetada.

Algumas renomadas empresas possuem modelos pré-definidos, chamados de câmara frigorifica padronizada, que atendem satisfatoriamente a imensa maioria das necessidades, ademais são produzidos respeitando rigorosamente as normas técnicas vigentes e apresentam um ótimo preço em decorrência da adoção do sistema fabril padronizado.

O orçamento deve detalhar a matéria prima empregada na construção da câmara frigorifica

Certamente já é do seu conhecimento que os insumos, a matéria prima, empregada na construção da câmara frigorifica deve ser de primeira qualidade, não se deixe levar pela promessa do vendedor, exija que conste no orçamento a detalhada ficha técnica de cada um dos componentes que serão empregados.

A utilização de insumos de qualidade superior faz toda a diferença no produto final, entre outros asseverando o perfeito funcionamento e a grande durabilidade da câmara frigorifica, além disso este fator é decisivo para a contenção do custo com energia elétrica. Saiba que o isolamento térmico fora da especificação permite a perda de frio, obrigando o equipamento frigorifico a funcionar por mais tempo, reduzindo sua vida útil e elevando o consumo de energético.

Um competente orçamento esclarece as premissas de projeto, inclusive as minudencias técnicas do produto, inclusive do equipamento de refrigeração, que está sendo ofertado, espera-se encontrar nele ao menos o seguinte:

  1. Condições operacionais determinadas em projeto:
    • tamanho da câmara frigorifica,
    • temperatura de operação,
    • capacidade de estoque,
    • quantia movimentada por dia,
    • entre outros;
  2. Apresentação dos componentes que serão empregados:
    • descrição e função de cada um dos integrantes,
    • especificação técnica detalhada deles,
    • quantidade em que será fornecido;
  3. Condições gerais para o fornecimento:
    • valor individual e totalizado,
    • prazo de entrega,
    • forma de pagamento,
    • prazos de garantia,
    • demais condições comerciais.

Parece bastante razoável que a empresa da câmara frigorifica disponha e apresente atestados de fornecimento de produto semelhante, desta maneira fica assegurada a sua competência para fornecer aquilo proposto.

O método de instalação e montagem é fundamental para o bom funcionamento da câmara frigorifica

Cabe ao fabricante da câmara frigorifica executar a instalação e montagem daquilo que ele próprio projetou e orçou, porem o consumidor deve estar atento aos procedimentos adotados neste momento, objetivando assegurar-se que o funcionamento do produto final atendera as expectativas.

São observações bastante simples, os tais detalhes, que seguramente demonstraram o conhecimento e aptidão dos montadores envolvidos, como segue:

  • dispor do manual de montagem da câmara frigorifica;
  • contar com veículos oficina para atendimento no local;
  • apresentar um ferramental apropriado e completo;
  • estar uniformizado e portar os epi’s requeridos.

Não custa lembrar que uma câmara frigorifica bem instalada demanda menor índice de assistência técnica posterior ao início de seu funcionamento.

Os testes de funcionamento asseguram o perfeito desempenho da câmara frigorifica

O teste de performance, também conhecido por comissionamento da câmara frigorifica, é um item basilar para garantir o desempenho apropriado, pois cabe a este procedimento assegurar que os sistemas e componentes foram projetados, instalados, testados, operados e mantidos de acordo com as necessidades e requisitos operacionais pré-definidos.

Na prática o comissionamento envolve a aplicação integrada de um conjunto de técnicas e procedimentos de engenharia para verificar, inspecionar e testar cada componente físico da câmara frigorifica, a saber:

  • fiscalizar a continuidade entre os isolantes térmicos, a eliminação de pontes de frio e a perfeita vedação;
  • porta frigorifica: perfeita vedação, inexistência de sudação externa, movimentação suave e sem muito esforço;
  • equipamento frigorifico e de seus componentes, devem ser verificados: as unidades evaporadora e condensadora, o filtro secador, as válvulas solenoide e de expansão, os componentes elétricos da condensadora e da evaporadora, o painel de controle e os seus integrantes;
  • teste de estanqueidade das tubulações frigoríficas;
  • painel de controle: aferir a tensão das fases dos circuitos alimentadores, a corrente nominal dos motores e resistências, ajustar as configurações dos relés térmicos, atestar a atuação do relé supervisor de fase, mediante a simulação de uma queda de fase, averiguar a programação do controlador de funcionamento;
  • parâmetros termodinâmicos do equipamento de refrigeração: aferir as pressões de sucção e descarga, checar as temperaturas de sucção e descarga, conferir o superaquecimento e subresfriamento do sistema frigorifico.