Tratamento de Águas Residuais e sua Importância

Poluição causada pelas águas residuais é um dos problemas principais nas cidades. Águas residuais são comumente drenadas para os rios sem tratamento. O descarte descuidado de águas residuais conduz à criação de uma cadeia de problemas como a propagação de doenças, eutrofização da água, etc.

Toda água que flui no esgoto após a sua utilização para fins domésticos, industriais e outros é denominada como águas residuais. Em situações ideais, o esgoto é canalizado para fora das cidades para receber tratamento. Maior parte do esgoto contém água como componente principal, enquanto outros constituintes incluem resíduos orgânicos e produtos químicos. A poluição da água através do não tratamento de águas residuais é observada principalmente nos países em desenvolvimento. Nestes países, a eliminação das águas residuais na maioria das vezes não é feita de forma adequada.

Principais causas de poluição de águas residuais

O manuseio inadequado de águas residuais é a principal razão por trás da poluição da água. O esgoto é jogado em grandes quantidades nos rios causando problemas de saúde na população como, por exemplo, diarreia.

O não tratamento de águas residuais é um dos principais problemas de poluição atualmente. Os materiais contidos nas águas residuais contem inúmeros patógenos e produtos químicos nocivos a saúde humana. Os detergentes liberam fosfatos na água e permitem o crescimento exagerado de algas e jacintos de água, provocando a eutrofização de lagos e rios.

Efeitos nocivos da poluição de esgoto

Patógenos de águas residuais espalham muitas doenças. Água estagnada favorece o crescimento de mosquitos, como os causadores da dengue e da malária. Outra doença que se espalha através da água contaminada é tifóide. Águas residuais também podem conter protozoários como Cryptosporium e Giardia. Estes patógenos representam um grande risco para a saúde humana. A água poluída é, portanto, grande agente transmissora de micróbios patogênicos diversos.

O excesso de nutrientes químicos nos corpos de água é denominado como eutrofização. É um dos muitos problemas causados ​​pela poluição da águas residuais. Degradação da qualidade da água, a redução do número de peixes e queda no nível de oxigênio da água são os principais efeitos da eutrofização. O aumento da concentração de fosfatos, nitratos e outros produtos químicos, incluindo os resíduos orgânicos em corpos de água estimulam o crescimento excessivo de algas e bactérias. Diminuindo assim o oxigênio da água e prejudicando inúmeros animais aquáticos.

Toxinas liberadas em rios através do não tratamento de águas residuais são consumidas pelos peixes e outros organismos, aumentando assim a possibilidade de toxinas que entram na cadeia alimentar. Os recifes de corais são afetados pela poluição de esgoto em todo o mundo. Águas residuais são despejadas sem tratamento nos oceanos afetam os recifes de corais enormemente. Toxinas presentes em águas poluídas inibem o crescimento de corais.

Massas de água na sua forma natural contêm muitos compostos químicos diferentes, como bicarbonatos, nitratos, cloretos, sulfatos, etc Aumento na quantidade destes compostos causam muitos problemas. Por exemplo, a água torna-se imprópria para o consumo e para a irrigação. Os sólidos totais dissolvidos (STD) presentes na água devem ser inferiores a 500 mg / g para a água a ser considerada potável. A água que contém sais não é útil para a irrigação, entretanto a utilização de tal tipo de água para fins agrícolas acarreta a salinização do solo, impedindo o crescimento de vegetais e causando a erosão do solo.

Tratamento de águas residuais

Se a águas residuais forem tratadas antes da sua libertação para rios, a maior parte dos problemas relacionados com a poluição estaria resolvida. Remoção de contaminantes é o principal objetivo do tratamento de águas residuais. Um processo de pré-tratamento ajuda na separação de materiais como óleos, gorduras, cascalho e areia a partir da água poluída. Ela é realizada por filtração de águas residuais. Materiais orgânicos dissolvidos na água residual são tratados com micróbios. Isso ajuda a converter os resíduos em uma massa sólida que pode ser facilmente separada em seguida. Após o longo tratamento biológico, o efluente já parcialmente puro é tratado com desinfetantes químicos. Instalações de tratamento de esgoto podem gerar água clara e limpa no fim do processo.

Recuperação das zonas úmidas é um dos meios de tratamento de águas residuais. As zonas úmidas ajudar no processamento de água, esgoto, naturalmente, sem uso de qualquer método artificial. A ideia subjacente à recuperação das zonas úmidas é de que as bactérias presentes nelas diluiriam os nitratos e fosfatos. Isso ocorre de formas parecidas nos processos em que plantas são usadas no tratamento de esgoto.

Tratamento de águas residuais é uma necessidade, especialmente quando as questões ambientais são uma preocupação no mundo de hoje. Os esforços devem ser tomados para purificar os efluentes. Isso não só beneficia os seres humanos, mas também ajuda a preservar a fauna e flora local.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *