Tipos Diferentes e Sintomas da Paranóia

Um dos principais sintomas de alguém com paranóia é a crença de que os outros pretendem prejudicá-la de alguma forma, acompanhado por uma falta de confiança nas pessoas. Alguém com paranóia fica em um constante estado de ilusão, com as crenças que não podem eliminar, apesar de serem fáceis de superar.

Um dos grandes problemas com o tratamento de paranóia é que pode ser difícil conseguir que o paciente vá para a terapia ou que um terapeuta possa ser considerada aceitável devido à crença profunda que todos podem ser um paciente, e assim, os terapeutas não são confiáveis.

Paranóia pode se desenvolver em diferentes formas. Algumas pessoas têm a paranóia persecutória clássica, que acreditam que estão em perigo de ataque pelos outros. Outros podem ter paranóia litigiosa, em que várias vezes ficam tentando culpar ou ameaçar as pessoas por um crime ou algo que simplesmente não existe.

Existe também a paranóia reformatória, caracterizada pela crença de que o paciente precisa corrigir seu comportamento e as crenças dos outros. Existe um número grande de outras formas de paranóia, todos as quais giram em torno de uma convicção daquilo que o paciente acredita ser verdade, mas não é, e os sintomas de paranóia são muitas vezes semelhantes, independentemente de como se apresenta.

A desconfiança é a marca registrada destes tipos de transtornos de personalidade. A pessoa que sofre de paranóia é muito defensiva, às vezes a ponto de ser agressiva, e sempre pode questionar os motivos dos outros. Mesmo que as pessoas pareçam inofensivas na superfície, o paciente paranóico acredita que elas estão apenas tentando acalmá-lo com uma sensação de complacência, e o paciente permanecerá em guarda, como resultado.

Outros sintomas que podem ser incluídos na paranóia é um sentimento de isolamento social, causado em parte pelo comportamento defensivo e desconfiado do paciente, e a falta de humor.

Pacientes com paranóia são também extremamente sensíveis, alguns podem ter transtorno bipolar. Os comentários ou declarações são vistos, por parte das outras pessoas, como inofensivos ataques pessoais ou insultos vindos daquele que sofre com a paranóia, mexendo com extrema sensibilidade dos sintomas característicos da paranóia.

O início dos sintomas geralmente é gradual conforme a ilusão é aprofundada, e como o paciente está confuso e preocupado, ele reforça suas crenças de que ninguém no mundo é seguro e confiável. Um modo de começar com uma solução possível para o paciente paranóico é encorajando-o a se envolver em uma terapia familiar, onde as pessoas mais próximas devem esclarecer e convencê-lo de que suas ações não têm sentido.

As pessoas acreditam que a paranóia de outras pessoas tem a intenção de prejudicá-las. Quando os sintomas de paranóia são identificados, é preciso procurar ajuda especializada respeitando o paciente e agindo com muita cautela. Um paciente paranóico verá tudo como ameaças hostis, por isso procure consultar com um profissional de saúde mental para ter bons conselhos sobre como lidar com pessoas com paranóia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *