Arquivo da tag: pescado

Pescado a Um Preço Atrativo – É Possível?

O consumo de peixe é importante para uma dieta variada e equilibrada. No entanto, em alguns locais, o acesso ao consumo do pescado é, muitas vezes, bastante limitado por um fator: preço elevado.

Neste artigo exploramos os fatores que tem vindo a reduzir o preço do pescado no consumidor final, tornando-o mais acessível a diversas pessoas e permitindo que o seu consumo a nível mundial aumente.

Transporte do pescado

A existência de barcos mais eficazes na recolha do pescado (quando em alto-mar) e um sistema de transporte internacional constituído por grandes embarcações, aviões, camiões e carrinhas cada vez melhores permite reduzir o tempo e os custos de transporte.

O transporte também depende da qualidade das infraestruturas – estradas, portos, aeroportos, cuja existência e modernização depende de políticas do próprio país. Estas variáveis vão ter um importante papel na forma e no preço com que o peixe e marisco chega à mesa dos consumidores.

Sistemas de conservação

Existem várias formas de conservação do pescado que são atualmente utilizadas, prolongando o tempo que pode ficar em stock sem se estragar. Peixes e mariscos congelados, em sal, através de métodos químicos, todas estas são formas de preservar estes alimentos por mais tempo.

Aumentar o tempo durante o qual podem ser armazenados, permite uma melhor gestão de stocks que, por sua vez, faz com que os preços sejam mais baixos no comércio a nível intermédio e, consequentemente, no consumidor final.

Técnicas de produção

A forma como o peixe é produzido e recolhido também pode baixar os seus custos. Peixes criados pelo ser humano em ambiente controlado, utilizando aquicultura, faz com que o custo seja mais reduzido.

Ao produzir pescado desta forma, a produção aumenta, existindo menos custos com a recolha e transporte, sendo o peixe mais barato quando chega ao mercado. A importância da aquacultura reside aqui, uma vez que também permite, por vezes, a produção em áreas que não tinham tipicamente peixe fresco.

Distribuição

Quantas mais pessoas consumirem um produto num determinado vendedor (ou cooperativa) mais baixo será o valor unitário. A existência de escala na distribuição, devido ao aumento do consumo numa determinada região, pode fazer com que o peixe seja vendido a um preço inferior.

Seja na produção, transporte, conservação ou distribuição são diversas as etapas onde têm vindo a ser reduzidos os custos totais do produto, e ter um impacto no preço final do consumidor.

Portanto a resposta à nossa pergunta é “sim, existem formas de baixar o valor do pescado”, sendo que este pode ser ainda inferior, de acordo com novos avanços nestas áreas de atuação.

4 Tipos de Pescado Criados em Aquicultura

Já pensou na quantidade de pessoas que, diariamente, comem pescado por todo o mundo? O consumo tem vindo a aumentar nos últimos anos de uma forma muito rápida. A aquacultura, criação de pescado, tem vindo a oferecer uma alternativa à pesca tradicional, respondendo a essa procura. Neste artigo vamos explicar quais são as variedades de pescado mais frequentemente criadas em aquicultura.

Seleção das espécies para aquicultura

O que faz um tipo de pescado ser produzido em aquicultura? Em primeiro lugar se  é do agrado das pessoas, uma vez que irá ser consumido, e em seguida a capacidade de adaptação e rendimento da produção: a forma como se alimentam, a facilidade com que se reproduzem e a capacidade de adaptação ao ambiente.

Tilápia

Conhecida em Angola como Cacusso, esta espécie de peixes é originária do Continente Africano. Peixe de água-doce, facilmente se adapta a novos ambientes, e se reproduz.

É uma das espécies na aquacultura que mais tem vindo a ser criada, opção que é fácil de entender, uma vez que a tilápia possui uma carne tenra e saborosa. Entre os produtores encontram-se a China e outros países Asiáticos, bem como os Estados Unidos.

Salmão

O Salmão, peixe bastante apreciado na gastronomia mundial, que vem das águas frias do Norte, é também bastante criado em aquacultura, permitindo responder a uma procura global pelo peixe e garantindo a sustentabilidade desta espécie em ambiente natural.

Existem diversos locais onde o Salmão é produzido, fundamentalmente no norte da América e norte da Europa, o que permite ao consumidor um maior acesso a este peixe e permite torna-lo um bom investimento para quem investe em aquacultura nesses locais.

Carpa

Bastante apreciado na Ásia, este peixe ocupa uma posição de destaque no que diz respeito à produção por aquacultura. O motivo é a grande produção por parte da China, o maior produtor de pescado a nível mundial.

Peixe-Gato

Quem não conhece o famoso peixe Gato? Este peixe é, também, bastante produzido em aquicultura, uma vez que tem nos Estados Unidos da América um dos seus grandes produtores.

Os exemplares acima referidos são dos mais produzidos a nível mundial. A sua produção em aquicultura é, sem dúvida, uma vantagem para quem os produz e para quem os consome. A qualidade do peixe produzido em aquacultura vai essencialmente depender das condições em que estes são criados e da forma como são alimentados, que deve garantir a segurança e qualidade do alimento.