Arquivo da tag: detetive da traição

Seu Relacionamento Está em Crise? Descubra o Quanto Antes se Existe Traição

Muitas pessoas que notam que o seu relacionamento está em dificuldades pensam nos possíveis casos extraconjugais e, infelizmente, isso é plausível. Contudo, como esses cônjuges podem ter certeza de que existe uma terceira pessoa? Essa é uma das coisas que o detetive particular faz: ele fiscaliza o indivíduo por dias para saber com quem ele tem contato e determinar se existe uma traição.

A investigação é adaptada de acordo com as informações que o contratante dá. Por isso, se a mulher desconfia do seu companheiro, por exemplo, ela repassará ao detetive quais são os locais em que ele mais vai e também quem são os seus amigos, além de qual é o seu trabalho e outros. Uma vez que utilizar determinadas tecnologias faz com que a mão de obra do investigador fique mais cara, o contratante também pode escolher quais são os recursos tecnológicos que podem ser empregados.

Quais são os motivos para um detetive particular ser procurado?

As circunstâncias que costumam fazer com que alguém procure um detetive de traição particular e peça uma investigação são diversas, mas a falta de comunicação entre os cônjuges é uma das mais frequentes, além da falta de vida sexual. As pessoas também podem buscar os investigadores no caso de acharem que o seu companheiro ou companheira mudou de comportamento.

Existem os clientes que apresentam suspeitas com bases concretas, como gastos inexplicados vistos no cartão de crédito ou algo que foi comprado para alguém que não era o cônjuge. Há até os que veem o seu companheiro ou companheira com alguém em uma atitude que desperta a desconfiança.

Como o detetive vai atestar a traição?

Depois que o contratante falou do seu cônjuge e deu os seus dados, o investigador particular vai segui-lo, observando quais são as pessoas com as quais ele tem encontros recorrentes e que não são explicados pelo trabalho ou por atividades acadêmicas. Quando seguir esse indivíduo, o detetive particular também fará filmagens, podendo ser realizadas até escutas.

Nesse caso, o contratante pode ser requisitado pelo investigador para ajudar: ele pode ficar incumbido de inserir uma escuta em alguma peça de roupa ou mesmo em algum cômodo. Outra coisa que o detetive pode instalar para acompanhar melhor o cônjuge é o rastreador: é com essa espécie de equipamento que os locais em que o investigado diz que frequenta vão ser confirmados.

A investigação também pode passar pelas redes sociais. Alguns detetives particulares recorrem aos softwares espiões para saber qual é a senha e, dessa forma, acompanhar as conversas que o indivíduo tenha, assim como os seus e-mails e o seu histórico de navegação, que também pode acusar uma traição.

Quando os investigadores particulares analisam a vida virtual dos cônjuges, podem ficar sabendo de movimentações financeiras e até de perfis que o contratante não sabiam que existia. Por outro lado, é claro que os contratantes podem descobrir que, se existe uma crise no seu relacionamento, ela não está relacionada a nenhum tipo de terceira pessoa.

O detetive particular que reporta a traição precisa fazer alguma mediação?

O detetive tem somente de passar para quem o contratou se foi apurada uma traição ou não, dando relatórios. Uma vez que isso foi realizado, ele não precisa ficar em qualquer confronto entre os cônjuges; contudo, alguns ficam presentes para impedir que ocorra uma agressão física.

Vale recordar que as escutas, por exemplo, são coisas que não podem ser inseridas em processos como provas na área jurídica e que os detetives particulares não são obrigados nunca a ser testemunhas.