Suplementos Alimentares para Cavalos na Primavera

Equinos são como pessoas e têm certas necessidades de saúde e exigências especiais, conforme a idade do cavalo, se está prenha, amamentando, ficando mais velho ou quaisquer outros aspectos que devem ser pensados. É importante que a dieta do cavalo inclua a quantidade certa de nutrientes para a sua quantidade de exercício, a condição do cavalo, e também a época do ano.

Por exemplo, na primavera, quando há bastante chuva e sol, o capim produz um excesso de potássio. Quando os cavalos obtém potássio extra comendo esse capim na primavera, há uma redução da absorção de magnésio pelo organismo dos mesmos. Uma vez que o organismo dos cavalos não possuem reservas de magnésio, deixá-los deficientes neste nutriente não é recomendado. É importante que o cavalo tenha a demanda deste mineral suprida, uma vez que o magnésio ajuda na função muscular, mantém os níveis de açúcar no sangue e ainda ajuda a regular o humor do cavalo. A absorção de magnésio é, às vezes auxiliado por sódio e essa é uma razão pela qual os cavalos gostam tanto de sal.

Cavalos gostam muito de comer e, embora seus sistemas digestivos sejam bem capazes de lidar com as plantas forrageiras, o excesso é sempre prejudicial. O capim, na primavera, tem um alto teor de açúcar que pode desequilibrar os minerais de um cavalo e as vitaminas, perturbando as bactérias naturais do intestino. Se isso ocorrer, o cavalo pode apresentar sintomas como excitabilidade, dores musculares, estresse, diarreia e problemas de pele.

Outra questão que surge da ingestão demasiada do capim na primavera é causada por um fungo de micotoxinas sobre a grama que pode não ser visível, mas afetará o cavalo. Esse fungo pode causar problemas de pele, diarreia, ansiedade e comportamento anormal. Alguns cavalos são muito sensíveis a este fungo, enquanto outros parecem ser imunes. Se quaisquer uns desses problemas ocorrem há duas opções principais.

Opções de tratamento

Se quaisquer uns desses problemas ocorrem há duas opções principais. O cavalo deve ser impedido de comer grama comum e sua alimentação ser substituída por ração e feno. Se isso não for possível, devemos tentar dar um suplemento aglutinante de toxinas que inclui vitaminas do complexo B B1, B6, erva de São João e magnésio. Estes ingredientes promovem a função normal do sistema nervoso e previnem o comportamento indesejado e o mal-estar das deficiências na nutrição. Não olhe para os aglutinantes mais baratos do mercado, pois eles podem não ter ingredientes suficientes e eficazes. Uma mudança no cavalo deve ser notada em cerca de duas semanas.

A primavera é também um bom momento do ano para verificar a condição geral de seu cavalo. Os cavalos devem ter uma boa vermifugação quando necessário e um programa de boa alimentação deve ser planejado para cada cavalo individual. Dentes devem ser verificados para que a comida possa ser bem mastigada, ajudando na digestão, e os cascos devem estar em boas condições. A escovação e a higiene do pelo ajudarão o cavalo a esfoliar o couro que havia se preparado para o inverno e novos pelos brilhantes irão crescer. Isto é essencial para o conforto do cavalo e para regular a temperatura corporal do animal durante o verão.

Um pouco de pesquisa e uma conversa com o veterinário, sem dúvida, produzem outras ideias e suplementos diferentes que podem ser de grande utilidade para o seu cavalo na primavera deste ano. O excelente cuidado e o bom tratamento continuado ajudarão a garantir que você tenha um animal saudável que você pode amar e desfrutar por muitos e muitos anos.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz