Por que o Dinheiro é Importante?

A cultura religiosa ocidental, baseada nas doutrinas cristã-judaica-romana é, quase toda ela, anti-dinheiro. Aprendemos desde cedo que dinheiro está ligado a ideia de “pecado” e sujeira. Esse conflito “dinheiro-pecado” nos tem trazido frustração e infelicidade.

Não importa a educação que eu ou você tivemos sobre o dinheiro, o problema é que ele persegue nossos passos, exercendo uma pressão que, a seu modo, é tão poderosa e persistente quanto qualquer outro problema da existência humana. O dinheiro hoje, tem um papel poderoso sem precedentes nas nossas vidas interior e exterior. Qualquer busca séria do autoconhecimento e desenvolvimento exige que estudemos o significado que o dinheiro tem para nós.

O fato de o dinheiro estar presente em tudo, significa que temos que olhar para cada aspecto de nossas vidas, do ponto de vista do dinheiro e da força que ele adquiriu no mundo atual: Amor e ódio, comer e dormir, segurança e perigo, trabalho e descanso, casamento, filhos, medo, solidão, amizade, conhecimento e arte, saúde, doença e morte. O fator monetário é elemento determinante em tudo isso – às vezes  bastante visível, outras vezes não -, mas sempre presente.

Pense em nosso relacionamento com a natureza, com as ideias, com o prazer; pense em nosso senso de auto-identidade e auto-respeito; pense no lugar onde vivemos e nas coisas de que nos cercamos; pense em nossos impulsos para ajudar o outro ou para servir uma grande causa; pense em nossas necessidades psicológicas e biológicas; pense em para onde vamos, como viajamos, com quem nos associamos – ou pense apenas no que fez ontem, no que fará amanhã ou dentro de uma hora. O elemento dinheiro estará lá, como invólucro ou depositado dentro de tudo. Pense no que você quer ou com quem sonha,hoje, no próximo ano, ou para o resto de sua vida. Vai custar dinheiro em algum momento, e disso tenha certeza.

É por esse motivo que hoje, no nosso tempo, o dinheiro precisa ser encarado como um problema de consciência e de existência do homem no mundo universal. Não olhe a busca pelo dinheiro com uma lente de foco moral, como se ela fosse um desvio de caráter a ser corrigido. Precisamos entender este movimento rotatório que vai do nascimento à morte, se quisermos ver com clareza a grandiosidade para a qual a humanidade foi criada, e o dinheiro é parte essencial dela. Reflita sobre isso. Sucesso a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *