Personagem Mônica de Mauricio de Souza Completa 50 Anos

A personagem mais conhecida dos gibis nacional completou em Janeiro exatamente 50 anos de idade. Mônica, criada pelo quadrinista Maurício de Souza em 1963 foi uma personagem, como a maioria dos pertencentes ao elenco principal da turma, inspirada em uma de suas filhas, e iniciou a sua carreira como uma personagem secundária, já que Maurício na época já tinha criados outros personagens como o Franjinha, o inventor da turma da Mônica.

Ao longo dos 50 anos de sua história, Mônica foi ganhando popularidade, recebeu sua própria revista em quadrinhos, assim como os cada um dos membros principais de sua turma posteriormente, e se tornou um ícone nacional. Maurício de Souza mesmo chegou a citar que muitas crianças aprenderam a ler justamente foleando os gibis de Mônica e sua turma.

Com o passar do tempo, a franquia da turma cresceu e no final da década de 1980 surgiram as primeiras animações da Turma, sendo a maioria especiais para serem veiculados na programação da rede Globo. Além disso, a franquia adquiriu uma força econômica e, além das revistinhas e animações veiculadas atualmente pelo canal pago Cartoon Network, diversos itens com a marca Mônica, como materiais escolares, livros para colorir, jogos da Mônica, notavelmente para alguns videogames vendidos no Brasil na década de 1990, alimentos, entre muitos outros. Mônica também passou a ser uma referência, uma espécie de marco ilustrativo da cultura brasileira, já que suas histórias em quadrinhos já foram e se encontram atualmente em publicação em diversos países, nas mais diversas línguas, como inglês, italiano e até japonês.

Apesar de Mônica estar completando 50 anos no mercado nacional, Maurício de Souza não se cansa de inovar, e em 2008 lançou uma publicação que fugia completamente do padrão até então adotado: uma nova série de revistas em quadrinhos de Mônica e sua turma, agora como jovens.  Os quadrinhos da turma da Mônica jovem foram um sucesso tão grande que estima-se que tenham vendido mais de 400 mil exemplares no seu lançamento, ou seja, foi a história em quadrinho com a maior venda inicial no mês de seu lançamento. Prova viva de que apesar de cinco décadas, a gorduchinha mais amada dos quadrinhos do Brasil não se cansa de reinventar sua imagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *