Os 8 Princípios do Investimento Imobiliário

Investir em imóveis é bastante comum hoje em dia por ser um negócio bastante lucrativo, porém, existem pessoas que se interessam por este mercado e não estão preparadas para realizar um bom investimento. Para não passar a ser um investidor sem muito embasamento, é importante se informar e buscar se especializar. Conheça agora os 8 princípios, ou as 8 leis do investimento imobiliário:

1. O investimento imobiliário precisa ser lucrativo

Investir em imóveis não é uma tarefa simples como muitas pessoas consideram e exige bastante trabalho. Se você for comprar imóveis, deve dedicar tempo para encontrar ofertas ideais, e visitar todas as propriedades selecionadas. Existem custos com as ligações para se informar sobre todos os detalhes dos imóveis. O tempo e o dinheiro investido para visitar aqueles que tiveram as propostas mais interessantes, para confirmar se realmente valem à pena. Se for construir então, a lista é ainda maior.

O gerenciamento de um investimento imobiliário é trabalhoso. Deve-se pegar todo o custo gerado ao fim deste trabalho e subtrai-lo dos lucros obtidos. Esta parte do negócio pode ser terceirizada, assim como em qualquer outro investimento, porém, é muito importante ter em mente a seguinte teoria: Deve-se lucrar mesmo pagando a uma empresa ou pessoa específica para realizar procedimentos do negócio que não saiba ou que não queira cuidar.

2. Investimento é razão e não emoção

Um imóvel para investimento não precisa necessariamente te agradar. Ele precisa, antes de tudo, gerar lucros para você. Afinal, não será sua casa ou seu apartamento de moradia, portanto, olhe para o imóvel como um investimento. Não se apegue a ele.

3. Alugar e administrar pode trazer mais lucros do que apenas alugar

Como um investidor individual, com poucas propriedades, é certamente um exagero abrir uma empresa para administrar os próprios imóveis, porém, quando você passar a ser um grande investidor, com diversas propriedades, ou até mesmo se você tiver amigos e conhecidos que também realizam investimentos imobiliários, vocês podem se unir e considerarem juntos a criação de uma administradora de imóveis. Dessa forma, você pode passar a cuidar desta parte com custos menores do que contratando uma imobiliária, por exemplo.

4. Vender financiado garante ganhos com juros

Esta é uma das formas mais simples e comuns de se obter lucros com a venda de imóveis, o financiamento próprio, ou seja, o comprador paga os juros diretamente para você, ao invés de pagar a um banco.

5. Deve-se dominar as etapas

Um erro cometido em qualquer uma das etapas do investimento pode ser fatal. Caso você não conheça os detalhes de um investimento imobiliário, preste muita atenção na próxima lei.

6. Ter boas parcerias

É dividir para conquistar o que almeja. Aquela famosa frase “duas cabeças pensam melhor do que uma”. Contrate profissionais, pessoas que têm consciência do que estão fazendo e o custo com tudo será muito menor, por ter menos erros. Antes de contratar, certifique-se sempre de que a pessoa é confiável. A indicação de amigos sempre é uma boa saída.

7. Ser maior permite melhores negociações

Um investidor sozinho é pequeno, não pode cobrir muitas ofertas, porém, quando aliado a outros investidores, se tornam fortes e grandes. Ser grande lhe permite realizar boas negociações. Um grupo fechado pode investir alto se somarem os poderes individuais de cada um.

8. Sucesso se verifica com um bom histórico

Existem muitas pessoas que prometem mundos e fundos. Não se deve perder tempo dando atenção a todas as histórias que ouve. Antes de fechar qualquer negócio com fornecedores, realize uma pesquisa dos antecedentes dele, os empreendimentos que já contribuiu e participou. Isso não pode ser levado como garantia, contudo, diminui consideravelmente os riscos. Os investidores preferem contratar quem possui um bom histórico ao invés de um novato no ramo, sem referências.

Sobre Este Autor

Postar uma Resposta