Ônibus é a Melhor Opção para se Viajar com Animais

Mal terminou as férias e tem gente se programando para viajar. Não é atoa que muitos prefiram os períodos de baixa temporada, afinal são sempre mais tranquilos e mais em conta para o bolso. Mas e quando além da bagagem o animal de estimação se torna indispensável na viagem? É época de trabalho e não tem ninguém de confiança com quem você possa o deixar. Para quem só viaja se estiver com o bicho precisa ficar atento e respeitar algumas regras.

As normas gerais para o transporte de animais no Brasil é o que valem para todos os tipos de transporte, porém como tudo é muito particular nas companhias aéreas isso pode varias. Divulgada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) as normas determinam que nas viagens feitas dentro do avião, as autorizações  para o embarque de animais são decididas pelas companhias, e as regras podem variar de uma empresa para a outra. No caso de viagens internacionais, as empresas aéreas seguem as normas da Associação Internacional de Transporte Aéreo (Aita).

Segundo informações do Procon, para transportar animais de estimação dentro do ônibus e dos aviões o passageiro precisa estar atento para verificar com antecedência as exigências da empresa de viagem, que costumam adotar regras específicas, como é o caso de sistema de reserva de coletivos. Tanto para os ônibus e os aviões, é necessária a identificação de cada animal de estimação contendo nome e telefone na coleira e na caixa de transporte.

O proprietário do bicho que vai ser transportado não pode esquecer-se de levar os documentos de vacinação, que devem estar em dia, para evitar dores de cabeça e problemas em algum imprevisto. Não é em qualquer caixa que os animais são transportados. Eles só embarcam se estiverem em caixas especiais. É preciso também que você certifique-se de que as grades estejam firmes e fechadas para prevenir acidentes. Uma das regras específicas de algumas companhias é a sedação em alguns animais que pela natureza são mais agressivos e estressados. Por isso é muito importante estar informado sobre todas essas regras com antecedência.

Quando a viagem acontecer dentro dos ônibus, o passageiro deve antes de tudo checar se realmente aquela companhia esta apta para transportar animais de estimação, e quais são as regras para fazer isso. É preciso pensar no animal e nas outros passageiros também, por isso observe se o local é apropriado e oferece condições de saúde para seu bichinho, e claro, se durante a viagem ele não vai colocar a segurança dos outros em perigo.  Por sua vez, as empresas de transporte rodoviário exigem que você apresente o Guia de Trânsito Animal, o GTA, que você pode conseguir com um médico veterinário que esteja credenciado no Serviço de Sanidade Animal do Ministério da Agricultura.

Uma desvantagem de se viajar com animais de estimação nos aviões é que a Agência Nacional de Aviação (Anac) determina que este tipo de transporte seja cobrado a parte. E o pior, muitos voos restringem o número de animais e nem todas as raças e espécies são transportados pelas empresas de aviação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *