O Que Fazer com Quem é Insolvente

Algo que podemos verificar com uma determinada facilidade, é o fato de que há uma grande quantidade de pessoas que acabam por ser consideradas como viciadas em compras, e isto acaba por fazer com que se chegue a outra questão, ou seja, a financeira, fazendo com que desta forma, se tenha a possibilidade de contrair diversas dividas, fazendo com que assim, a pessoa acabe por perder facilmente o controle, afinal, podem obter cartões de crédito, compras parceladas em carnes, entre tantas outras formas de crédito que são disponibilizadas no mercado. Sendo que isto pode acabar por gerar uma série de problemas financeiros, como por exemplo o fato da pessoa poder chegar a uma situação de falência, algo que pode não parecer, mas é mais comum do que se imagina.

O que fazer

Se você se encontra em uma situação de insolvência, ou seja, uma situação na qual você pode ser considerado como uma pessoa falida, o ideal é que você acabe por antes de mais nada, analisar o que ocorre com as suas finanças, o porque chegou nesta situação, sendo que na maioria das vezes, o problema não esta relacionado especificamente a falta de dinheiro para pagar, mas sim a falta de organização para efetuar e realizar um bom aproveitamento do que você ganha mensalmente.

Sendo assim, analise os valores que você necessita pagar, assim como também as suas finanças, verifique quais os gastos poderão ser cortados, e por fim, determine alguns valores que poderão ser dedicados as suas dividas, para que assim você possa entrar em contato com as empresas credoras, e realizar uma negociação que seja conveniente para ambos os lados.

No entanto, é importante tomar bastante cuidado, pois na maioria das vezes, o pagamento da divida a vista, mesmo que seja necessário realizar algum tipo de empréstimo, acaba por ser considerado como a melhor maneira de se realizar o pagamento, pois isto acaba por diminuir e bastante o valor dos juros, fazendo com que assim você realmente pague por um valor justo pela divida contraída, e não simplesmente “desperdiçar” o seu dinheiro com taxas e juros inadequados.

Sobre Este Autor

Postar uma Resposta