O Que é e Como Acontece a Insolvência

Muitas pessoas, podem acreditar que o termo falência poderia ser usado tanto para empresas, como também para a pessoa física,ou seja, as pessoas que trabalham de maneira independente ou até mesmo de carteira assinada, no entanto, o que acontece é que o termo utilizado para as pessoas físicas é diferente, sendo assim, vamos entender um pouco mais o que seria a insolvência.

O que é

A insolvência acaba por ser determinada quando uma pessoa física acaba por realizar dívidas, nas quais a negociação de sua parcela acabam por ser superior aos seus rendimentos, fazendo com que desta forma, não se tenha a possibilidade de quitar a sua dívida. Ou seja, a pessoa acaba por ter um valor muito superior ao que recebe para pode pagar, fazendo com que assim se torne de certa forma, uma pessoa falida.

Como isso acontece:

Muitas pessoas podem não entender como isto poderia acontecer, ou seja, como uma pessoa poderia conseguir contrair dívidas que sejam superiores aos seus rendimentos, até mesmo com uma negociação, no entanto, pode ser considerado como bastante simples, como por exemplo uma pessoa que faz um cartão de crédito, e então trabalha e tem condições de pagar as compras parceladas que realizou, no entanto, acaba por perder o emprego, e então não consegue encontrar outro em tempo hábil, fazendo com que o seu cartão de crédito não seja pago, o que geralmente acaba por gerar juros mensais, e muita vezes, em pouco tempo, pode-se obter até o dobro do valor, fazendo com que quando a pessoa consiga um novo emprego, já não consiga mais dar conta da dívida que contraiu. Assim como muitas outras dívidas que acabam por ser consideradas como comuns, como a compra de um carro, de um imóvel, entre tantos outros tipos de dívidas.

Como resolver:

Para que se consiga resolver o problema de insolvência, o mais adequado é que a pessoa procure pelas alternativas que possui em mãos, como por exemplo solicitar um acordo com a empresa credora que acabe por ser confortável para ambos os lados, assim como também que seja seguro, ou até mesmo a realização de um empréstimo com alguém da família, para que você consiga a redução dos juros para pagamento a vista, e então pagar parcelado para o seu familiar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *