O Que a Microsoft Planeja Removendo o MSN?

A gigante dos sistemas operacionais Windows já anunciou que ainda em Março desse ano vai tirar do ar o seu programa de mensagens instantâneas, o MSN, do ar. A verdade é que o MSN tem perdido espaço drasticamente comparado a outros serviços de mensagens instantâneas, como o mensageiro do Facebook, e talvez os ganhos com publicidade que o MSN possuía já não compensassem manter o serviço no ar. Acontece, porém, que o serviço ainda é popular em alguns locais, por exemplo, no Brasil. E para esses consumidores, o que a MS planeja no final das contas?

Calma: os usuários que desejam realmente manter os contatos do serviço anterior não vão ficar totalmente desamparados: A compra do Skype por parte da Microsoft serviu para criar um substituto ao serviço, já que o Skype também possui suporte à mensagens instantâneas, compatível com as contas Microsoft usadas no MSN, ou seja, basta trocar de programa que o serviço continuará funcionando. Aos usuários que já baixaram o Skype perceberam que é possível fazer o MSN Login via Skype e usar normalmente o programa de ligações como um mensageiro instantâneo.

Outra medida da Microsoft foi instalar um cliente de mensagens instantâneas  nativo no Windows 8. Um dos grandes problemas da Microsoft foi que existem já muitas versões do MSN Messenger no mercado, e sua base de cliente está dividida nelas, alguns mais modernos tinham suporte a Winks, e o mais antigo sequer tinha suporte a emoticons do MSN. Agora com a base de clientes reunida em apenas 1 cliente padrão do Windows, fica fácil criar atualizações automáticas, que provavelmente ocorrerão via Windows Update.

Entretanto essa mudança é um negócio de risco para a gigante de Redmond: Uma das características principais de sua base de clientes – da maioria de seus produtos, diga-se de passagem, é que eles não trocam os seus serviços simplesmente por um conservadorismo ou imobilidade. Quer dizer, seus clientes são principalmente aqueles que têm preguiça de experimentar outros serviços, ou mesmo estão acomodados com eles. A MS está jogando um jogo arriscado agora, pois forçar a sua base de clientes a migrar para outro serviço, pode ser que eles acabam escolhendo um serviço que, afinal, não seja o seu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *