Manual dos Noivos

Com o intuito de ajudar os noivos na organização do casamento e principalmente na prevenção de problemas na cerimônia ou festa, o Procon criou o Manual dos Noivos. Nele pode-se encontrar o melhor caminho para os casais que não abrem mão de subir no altar e celebrar sua união, desde dicas na hora de escolher a igreja, templo, sinagoga ou o centro religioso, recomendações sobre o buffet para casamento e até mesmo sobre lua de mel.

Principais recomendações

Ultimamente tem se tornado comum festas de casamento que tiveram sérios problemas. Por falta de organização ou por irresponsabilidade das empresas de serviços contratados, o motivo principal muitas vezes é a falta de cautela dos noivos. Casamento é um momento único e tudo deve ser analisado, organizado e contratado somente depois de muito planejamento e cuidado. Para que essa prática se torne mais comum, o Procon criou o manual.

Algumas dicas importantes do Manual

  • Antes de fechar contrato com os serviços de buffet, procure referências, visite os salões de festas, deguste do cardápio e, se a empresa permitir, vá a algum evento que eles estejam participando;
  • Quanto à loja que receberá a lista de presentes do casal, deve-se deixar já acordado assuntos como: se o frete estará incluso ou não, a garantida de trocas de mercadorias repetidas e a data limite para entregar os produtos;
  • O casal não é obrigado a utilizar os serviços e profissionais indicados pelo buffet ou igreja. Essa prática chega a ser considerada abusiva e passível de reclamação junto ao órgão de defesa do consumidor;
  • Deve ser registrado em contrato tudo o que ficou acordado verbalmente, inclusive as condições para cancelamento do evento;
  • Para evitar erros de grafia, antes de enviar os convites para a gráfica, peça um esboço;
  • Prove os trajes com antecedência para que, se for necessário, dê tempo de realizar qualquer ajuste;
  • Para as noivas que farão o famoso “Dia de Noiva”, é importante verificar se a empresa realiza testes dos cosméticos e, em caso de alergias, se é possível que a noiva leve os próprios produtos;
  • Saber as normas do estabelecimento com relação a horários, músicas e decoração. Alguns locais impõem limitações quanto a isso e algumas chegam a indicar empresas especializadas;
  • As taxas cobradas pelos cartórios de São Paulo são fixadas pelo governo e devem ser informadas nos estabelecimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *