Formulários em Websites – Você Planeja Bem, Eles Usam Sempre

Todo mundo já deu de cara com aqueles formulários de contato em website. Os de telefonia têm, os de venda de eletrônicos têm, o da emissora de televisão tem, os de banco têm… Praticamente todos os grande sites têm. Mas pra quê diachos um formulário? Por que não informar um e-mail de uma vez pra fazermos contato? Por que o pessoa da criação de sites insiste em colocar um desses?

Ninguém gosta de formulários gigantes

Isso é geral: quanto maior o formulário, menos vontade a pessoa tem de preenchê-lo. Ou seja: menor a chance de ele entrar em contato com a sua empresa. Um empresário espertinho pensaria: “ótimo! Assim ninguém escreve para reclamar”. Porém, esse espertinho deve se lembrar de que um site é mais que uma vitrine: é um canal de comunicação que, se não funcionar, vai gerar reclamação. E se o cliente insatisfeito não conseguir reclamar com você, vai reclamar com quem? Com outro cliente – ou pior: com uma pessoa que poderia ser uma nova cliente. Cliente a menos, dinheiro a menos, fofoca a mais CONTRA a sua empresa. Melhor deixarem fazer contato, não?

Mas uma coisa é verdade: formulários gigantes cansam. Quando você cria um site simples, muitas vezes seus formulários de contato solicitam apenas o nome da pessoa, o e-mail e a mensagem. Esse é o mais simples de todos. Mas é quase certo que você já topou com um que pedia nome, endereço, telefone, CPF, data de nascimento, se é cliente ou não daquela empresa, motivo do contato e… ufa!… a mensagem. Alguns pedem até a profissão! Se no final dessa maratona seus dedos ainda estiverem em condição de continuar digitando, aí sim você diz o que quer. Mas formulários assim são extremamente específicos e muitas vezes são usados para cadastro e não para envio de mensagens.

Durante uma criação de site, a inserção de um formulário é cuidadosamente analisado, exatamente para não inserir campos a mais. Um “campo” é cada espaço do formulário, onde você digita a informação solicitada. Por exemplo, um site de uma megafesta, sem a opção de vendas online. Nesse caso, o formulário de contato servirá mais para informações como confirmação da data e da hora do evento, informação sobre a entrada de menores de idade, etc. Então, um formulário mais simples já resolve. Agora, se você é um farmacêutico e precisa de informações sobre um determinado lote de um medicamento, provavelmente o site do fabricante vai ter um formulário bastante extenso pois as informações fornecidas têm relevância e precisam ficar arquivadas.

Por que um formulário e não um número de telefone?

 

O telefone é um outro canal de comunicação. Usando os exemplos acima, a empresa deverá ter uma central telefônica interna para direcionar as ligações para os setores corretos, a depender do motivo da chamada. Assim como as mensagens via formulário são arquivadas, as ligações são gravadas. Até aí tudo igual. A diferença é que, quando você liga, precisa esperar na linha para ser atendido, dedicando toda a sua atenção para aquela ligação e sem poder fazer praticamente nada mais enquanto o assunto não se resolve. Quando o contato é via formulário, uma vez digitada a mensagem e enviada, você fica liberado para retornar às suas atividades. Agora é a vez da empresa atender sua solicitação – e se for uma empresa séria, ela levará pouquíssimo tempo para atendê-lo.

Viu como o uso dos formulários tem lá suas vantagens? Se for bem planejado, ele será um fortíssimo aliado para estreitar os laços entre você e seus clientes, seja qual for o motivo do contato.

É praticamente uma telefonista fofoqueira

Imagine você dono de uma grande empresa. Seu site é um dos vários canais de comunicação que seus clientes têm para contatá-la. Alguns vão ter elogios, outros reclamações, outro sugestões e outros uma simples dúvida, mas todos vão usar o site para entrar em contato. Como sua empresa é grande, ela provavelmente terá um setor para atender cada demanda de contato. Assim, cada equipe de funcionários poderá receber treinamento especifico – inclusive psicológico – para atender àquela demanda. Mas como é que o site vai saber encaminhar cada tipo de mensagem para o setor correto?

Ahaaaá! ESSE é o ponto. Lembra daquela caixa de opções onde você seleciona se o assunto é elogio, reclamação, sugestão, etc.? Pois é exatamente aquela caixa que opera o milagre. Na criação de site, existe uma programação de fundo nesses formulários que funciona de acordo com a escolha que você fez, e é ela quem mostra para o website quem é o destinatário da mensagem. É uma explicação bastante grosseira, mas é mais ou menos o que acontece.

Sobre Este Autor

Postar uma Resposta