Espanhol – Uma Língua em Expansão

Originou-se no atual Norte da Espanha e gradualmente espalho pelo Reino de Castela. É uma língua românica que pertence a grupo Ibérico-Românico. Evoluiu para principal língua na península ibérica e entre os séculos XV e XIX com a expansão do Império Espanhol, a língua foi levada para o exterior, principalmente para as Américas e também, África, Ásia-Pacífico. Na atualidade mais de 300 milhões de pessoas no mundo falam espanhol como idioma nativo. Sendo, em termos nativos, a segunda língua mais falada no mundo, depois do mandarim. Destacar que México é o país que contem o maior numero de falantes de espanhol. Também ressaltar que o espanhol é língua oficial das Nações Unidas.

Na lista mundial figura na segunda, terceira ou quarta posição segundo a fonte consultada, isso porque  na Índia e América do Sul varia muito os censos segundo o organismo consultado. Em importância ocupa a segunda posição atrás do Inglês e é falada, de forma quase residual, nos seis “continentes” embora  o castelhano seja uma língua principalmente americana. Com cerca de duzentos e cinquenta milhões de falantes a língua castelhana é o  idioma oficial de Espanha, da América Central e do Sul (exceto, Haiti, Brasil, Guianas e varias ilhas caribenhas), da Guiné Equatorial  e das Filipinas, na África.

Nos tempos medievais  a comunidade linguística (Castela)  lhe deu origem e também é chamada ou conhecida como o “castelhano”. Outros idiomas são falados na Espanha:  o basco, uma língua ainda sendo estudada em sua origem, o asturiano, o catalão, o aragonês e o galego (idiomas de raiz românicos). A ortografia e as normas gramaticais do castelhano/espanhol asseguram a integridade da língua, apesar de ser um idioma falado em regiões tão distantes. A colaboração entre as diversas Academias da Língua de Espanha e as dos países americanos é fundamental para preservar esta unidade. Através do Instituto Cervantes é difundido por todo o mundo, o primeiro método unitário de ensino do idioma que Espanha elaborou.

O nome da língua procede da terra dos castelos, Castela. O primeiro passo para converter o castelhano em língua oficial do reino de Castela e Leão foi dado por Afonso X. As grandes obras históricas, astronômicas e legais foi ele quem mandou compor em romance, e não em latim. Os documentos notários eram escritos em castelhano e também sob as ordens de Afonso X o castelhano era a língua da Bíblia traduzida. Sob domínio árabe As comunidades hispânicas conviviam com as comunidades judaicas e árabes que  falavam moçárabe. As Jarchas primeiros poemas escritos em moçárabe conservam uma forma estrófica de clara origem semítica, a moasajas. Um abundante vocabulário de cerca de quatro mil termos deixaram no castelhano, quase oito séculos  (711-1492) de interação árabe. Muitos deles com o tempo foram caindo em desuso, hoje ainda existem palavras de uso comum como adobe, alfombra, zanahoria etc. e a expressão ojalá, como em português “oxalá” que significa “queira Deus” (literalmente: queira Alá). Aprender espanhol online.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz