Corrida para Emagrecer

A única maneira de perder peso é criar um déficit calórico, ou seja, gastar mais energia do que você obtém através dos alimentos. Você pode criar um déficit calórico através da dieta, mas a atividade física é necessária para manter seu peso ao longo do tempo. Combinados com outros exercícios, como treinamento de força e uma dieta saudável, a corrida é uma atividade excelente para perder gordura e emagrecer. Antes de iniciar qualquer nova rotina de exercícios, lembre-se de consultar o seu médico.

Tempo e Intensidade

Recomenda-se cerca de 150 minutos de exercícios de intensidade moderada ou 75 minutos de atividade física intensa por semana para manter o seu peso atual, mas se o seu objetivo é perder peso, você precisa fazer um pouco mais. A corrida é considerada um exercício vigoroso, e uma pessoa que pesa70 kgpode queimar cerca de 590 calorias em uma hora, caminhando em uma velocidade de apenas5 kmpor hora. A corrida para emagrecer é uma ótima forma de perder peso e manter corpo e mente saudáveis.

Conforme você começar a caminhar, você pode querer manter uma rotina regular para manter esse hábito e se acostumar com o exercício. No entanto, à medida que avança, aumente gradativamente o ritmo da corrida – Corra por certa distância e depois caminhe a mesma distância para recuperar o fôlego – Isso pode ajudar a construir a sua resistência e a queimar mais gordura. Subir e descer escadas ou ladeiras também irá aumentar sua resistência e queimar mais calorias, tornando sua corrida para emagrecer ainda mais efetiva.

Descanso

Se você não é um atleta profissional e está praticando a corrida diariamente para emagrecer , você precisa fazer pausas entre as execuções a fim de permitir que seus músculos se recuperem. Você pode precisar de mais descanso quando começar a correr por causa da dor e da fadiga muscular – Geralmente um dia entre os treinos de corrida é o suficiente, desde que você não esteja sentindo dor. Se você ainda quiser se exercitar nos dias de folga, adicione exercícios à sua rotina que não trabalhem os grupos musculares das pernas, como flexões de braço ou barra fixa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *