Como as Produtoras de Filmes irão Concorrer com a Pirataria

Muitas pessoas, quando pensam na pirataria e na crescente facilidade de se obter filmes através da internet, logo pensam em como será que a indústria televisiva e do cinema irá sobreviver a esse “problema”. Entretanto, podemos perceber que várias soluções para este mesmo problema estão nascendo, se popularizando e se consolidando como formas alternativas de conseguir lucros com a produção de conteúdo, os quais deverão ser uma tendência mundial nos próximos anos. Neste artigo citaremos três formas inovadoras que existem hoje nas quais as empresas que produzem conteúdo em vídeo devem buscar inspiração se quiserem se manter no mercado.

Youtube

Isso mesmo! O Youtube inovou a indústria de distribuição de conteúdo online ao conseguir, com sucesso, incluir publicidade contextual e não invasiva nos vídeos que não infringem direitos autorais publicados no site. Todos os lados ganham: O Youtube ganha o dinheiro da publicidade para melhorar e ampliar a plataforma, as empresas ganham ao anunciar no Youtube, pois como a publicidade é contextual, ela atinge seu público alvo em cheio a um custo muito inferior às maneiras tradicionais de publicidade, o produtor do vídeo ganha uma fatia gorda dos lucros provenientes da publicidade, e por fim o próprio usuário ganha, pois pode consumir o conteúdo que quiser, quando quiser de maneira totalmente grátis e fácil.

Netflix

Baixar um filme da internet não é uma tarefa tão fácil assim. Você precisa achar um site confiável, esperar horas para fazer um download de um site de uploads, onde a velocidade é limitada, ou então encontrar um bom torrent, que também pode ficar meio lento se não houver um bom número de seeds. A dificuldade é ainda maior para encontrar um vídeo estrangeiro dublado ou menos conhecido. Com o Netflix, através do pagamento de uma taxa irrisória de aproximadamente 15 reais mensais, o usuário tem acesso a um vasto acervo de filmes, séries e documentários que podem ser vistos sempre que o usuário desejar, além de uma interessante ferramenta de avaliação de filmes que sugere outros títulos automaticamente de acordo com o gosto do usuário.

Arrecadação de fundos (crowndfunding)

Funciona da seguinte forma: os produtores de um filme ou documentário colocam o roteiro e suas ideias iniciais em um site de arrecadação de fundos como o Kickstarter ou o Catarse. Quem gostar da ideia, doa dinheiro para a produção do filme. Isto já vem acontecendo tanto no exterior como aqui no Brasil e já possibilitou a produção de inúmeras obras.

Concluindo

A pirataria e as facilidades de se obter filmes na internet não vão acabar com a indústria do entretenimento visual. Estamos em uma era onde a inovação é quem define o que fica e o que é abolido do mercado. Por isso, assim como as empresas de qualquer outro ramo, as emissoras de TV e produtoras de filmes terão de se adaptar aos novos modelos nos próximos anos, o que irá garantir melhor acesso a esse conteúdo por parte da população e também o ingresso de diversas outras empresas ou pessoas talentosas que facilmente poderão embarcar nesta onda da produção de vídeo independente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *