Como Abrir Um Escritório de Advocacia?

Planejamento: essa é a palavra-chave no momento de montar o seu negócio e abrir seu próprio escritório de advocacia, seja sozinho ou em sociedade.

O planejamento deve estar presente em todos os aspectos: o nome do escritório, com quem será feita a sociedade, a localização do escritório, quantos funcionários precisará, o valor de investimentos, o design do ambiente, a área principal a ser atendida, qual o público que vai utilizar seu serviço, etc. Confira algumas dicas:

Pensando a sociedade

O que combina mais com você e funcionará melhor: trabalhar sozinho ou arranjar sócios para seu escritório de advocacia? Essa é uma decisão tão importante já que rumará todo o futuro do seu negócio.

Pense bem antes de chamar algum amigo ou colega, se o estilo de trabalho de vocês combina e se haverá harmonia no ambiente de trabalho. Para que uma sociedade funcione é importante que os sócios estejam alinhados em relação à postura, aspirações profissionais e pessoais e que seus perfis psicológicos sejam adequados.

Definindo a área de atuação

Os escritórios de advocacia que costumam funcionar melhor e prosperar são os que trabalham com áreas específicas do Direito e são focados nelas, ao invés de fazer de tudo um pouco. É mais seguro para um cliente contratar um advogado que saiba tudo sobre a área necessitada do que um que sabe um pouco de cada.

Caso seu escritório seja uma sociedade, é interessante que cada um dos sócios trabalhe com uma área diferente do outro, a fim de otimizar o trabalho, a demanda de clientes e até mesmo não causar confusão.

Regularização

É a parte mais chata e burocrática por se tratar de aspectos legais. Busque um contador de confiança que assumirá a responsabilidade de fazer a abertura legal da sociedade, requisitando a você as informações e documentações necessárias.

Seu escritório de advocacia, além de todos os registros, deverá ser regularizado também na OAB.

Montando o escritório

Pense em todos os gastos possíveis de se ter no seu escritório, a fim de contabilizar seu serviço e saber quanto cobrar de cada cliente, além de saber quanto investir.

Captação de clientes

Faça parcerias com outros escritórios de advocacia ou outras áreas, como contabilidade, etc. Trace seu plano de ações e corra atrás de seus clientes, frequente palestras e cursos.

Sobre Este Autor

Postar uma Resposta