Arquivo da categoria: Casa & Família

Qual Tamanho de TV Você Deve Comprar para o Quarto?

É uma questão antiga: qual é o tamanho de TV adequado para minha casa?

OK, então essa não é realmente a questão, mas na verdade a maioria das pessoas compra uma nova TV sem sequer considerar o espaço do ambiente, o que pode levar a uma experiência menor do que a ideal quando assistir o programa preferido.

Então, antes de comprar sua próxima TV, veja como determinar o melhor tamanho para suas necessidades.

Este guia destina-se a ajudá-lo com o seu televisor para o quarto, mas os mesmos princípios funcionarão para a sala e escritório.

Tamanho da tela e resolução

Primeiro, lembre-se de que as TVs são medidas na diagonal, assim uma tela de 42 polegadas mede 42 polegadas de um canto para o canto oposto.

Em seguida, você deve considerar a resolução da TV. Isso porque quanto maior a resolução, mais perto você pode se sentar antes de perceber pixelização em uma imagem.

Isso significa que você pode se sentar mais perto de uma TV 4K (3840 x 2160) do que uma TV 1080px.

Esse é um fator importante a ser considerado ao pensar no tamanho da tela, pelo fato de poder sentar-se mais perto de um conjunto de 4K, você não precisa ter uma TV tão grande para preencher seu campo de visão como faria com uma TV de 1080px.

Tamanho do quarto e posição da TV

Considerando o seu quarto, decida se a TV ficará sobre um móvel ou suporte, daí você tem alguma flexibilidade no tamanho da TV que você pode adquirir.

Certifique-se de considerar tanto a profundidade do suporte de TV quanto a do móvel em que você planeja colocá-la.

Pendurar a TV na parede, por outro lado, pode adicionar um pé ou mais à distância visível, que pode ser a diferença entre uma TV de 60 polegadas e um modelo de 72 polegadas.

Dependendo do tipo de montagem que você usa e da espessura da TV, a tela ainda ficará a alguns centímetros da parede, mas os detalhes variam de um modelo para o outro.

Como calcular o melhor tamanho de TV para o seu quarto
Meça a distância (em polegadas) entre o local onde planeja montar a TV e onde você planeja se sentar.

Para uma TV de 1080px, muitos especialistas do setor como Amazon, por exemplo, dão um intervalo de 1,5 a 2,5 vezes o tamanho da sua tela, embora haja quase tantas fórmulas quanto especialistas.

Sinta-se à vontade para experimentar o posicionamento da sua nova TV, e nunca é demais ir além do que você acha que vai precisar.

Procure na internet pelo modelo ideal antes de ir à loja comprar, você pode conferir alguns modelo em site de folhetos como lojas cem, carrefour, americanas, etc, por exemplo : encarte lojas cem.

Agora você já pode descobrir a distância de visualização perfeita da sua nova TV com apenas alguns cálculos rápidos.

Quais os Profissionais que Preciso para Ter Um Jardim de Sonho?

Muita gente que adora jardins questiona-se como irá fazer aquele jardim de sonho. Como todos os sonhos, em todas as áreas, estes variam de pessoa para pessoa: algumas querem jardim com relva e piscina, outros com um lago ornamental, e outros querem um espaço simples, com algumas árvores e plantas, por exemplo.

As preferências são várias, e a maior parte delas, devidamente enquadradas na paisagem, podem fazer sentido do ponto de vista da arquitetura paisagista. No entanto, um jardim de sonho pode implicar a necessidade de diversos profissionais no ramo, com diferentes qualidades. Mas quais podem ser alguns destes profissionais? Conheça neste artigo.

O arquiteto paisagista

O arquiteto paisagista irá ter um papel preponderante na execução do jardim. Isto porque a tarefa de planeamento do jardim passará por este profissional. Será este que irá falar consigo para ver quais as suas necessidades, o que pretende do seu jardim, e qual o seu orçamento.

O arquiteto paisagista irá também ao local recolher informação, e será o responsável pelo projeto e verificação da execução adequada da obra. Ao contratar um arquiteto paisagista poderá encontrar todas estas valências num profissional.

Jardineiro

O jardineiro é o especialista no cuidado do jardim. Este profissional irá plantar, podar, e cuidar das árvores regularmente, seguindo as indicações do arquiteto paisagista. O jardineiro tem um papel preponderante na execução e manutenção do jardim.

Jardineiros experientes conhecem muito bem as especificidades de cada uma das plantas presentes no jardim, e como cuidar destas apropriadamente. Alguns trabalham em equipas multidisciplinares com arquitetos paisagistas, de modo a garantir que o seu jardim tem a máxima qualidade.

Técnico de análises

Muitas vezes, para cuidar do seu jardim, é necessário efetuar análises ao solo e às águas. Estas são efetuadas em laboratórios por analistas especializados.

Técnico de construção civil

Nos casos em que for necessário o desenvolvimento de alguma estrutura inerente ao projeto, poderá ser necessário o apoio de um técnico da área de construção civil.

Apesar destas profissões acima referidas serem as mais utilizadas numa equipa multidisciplinar especializada em jardins, existem diversos outros profissionais que podem ser precisos, dependendo da complexidade e requisitos da obra, e dos objetivos específicos do cliente, para o seu jardim. Mas a verdade é que ter uma equipa especializada na área é extremamente importante, garantindo os melhores resultados para o seu jardim.

5 Dicas para Cuidar do Seu Jardim

Quem não gosta de ver um jardim maravilhoso? Um jardim é uma das áreas da casa mais especiais, que nos consegue fazer mais felizes. O jardim é, também, um ecossistema vivo, do qual diversos seres fazem parte.

No entanto, os jardins têm de ser cuidados. Num mundo ideal, todos os jardins seriam planejados por uma empresa de arquitetura paisagista especializada em jardim e paisagem.

Mas, se ainda não pode contratar uma destas empresas, existem, por enquanto, algumas dicas que podem ajudá-la a cuidar melhor do seu jardim.

Veja quais as plantas mais adequadas

Dependendo do jardim que tem ou pretende, algumas plantas podem ser mais adequadas que as outras. Procure saber quais são: assim irá poupar trabalho e ter um jardim mais equilibrado.

A escolha vai depender de diversos fatores, como o espaço, se é ou não um jardim ao ar livre, quais as plantas próprias da região, etc. No final, a escolha irá determinar a qualidade do jardim.

Preste atenção às datas das podas

Muitas vezes os elementos que constituem um jardim têm de ser devidamente podados em determinadas datas. E, muitas vezes, o que acontece é que as pessoas deixam passar as datas próprias para o fazer. No caso das árvores, isto pode afetar o seu crescimento e impedi-las de dar os frutos, que tanto adora.

Plante na altura certa

Existem alturas próprias para plantar, e isso irá determinar o sucesso do seu jardim. Se plantar fora do tempo, provavelmente irá apenas gastar uma semente. E nem todas as plantas devem ser plantadas na mesma altura. Isso requer uma certa pesquisa da sua parte, dependendo da planta e do local do mundo onde se encontra.

Saiba as características das plantas

Todos os pontos acima referidos envolvem, de certa forma, conhecer o ciclo de vida natural das plantas. Ter um jardim é uma ciência: os amantes dedicam horas de estudo para conhecer melhor como cuidar das suas flores e árvores.

Hoje a informação relativamente aos jardins pode ser acedida em qualquer local, como livros, sites da especialidade, blogs pessoais, etc. É tudo uma questão de força de vontade para procurar a informação.

Ter um jardim é algo maravilhoso, independentemente do seu tamanho. E cuidá-los é uma arte. Estas são apenas algumas das dicas que pode seguir para o fazer, mas existem muitas outras coisas que pode efectuar. E recomenda-se que, se tiver possibilidade, aposte num planeamento profissional, que vale a pena.

5 Coisas para Saber Antes de Comprar Rede de Proteção para Janelas

A rede de proteção para janelas garante a segurança de crianças, animais e de idosos. E aqui nós separamos 5 coisas que você precisa saber antes de comprar uma.

Vale alertar aqui que a instalação da rede de proteção deve ser feita por um profissional especializado, jamais tente fazer isso você mesmo, pois estará colocando em risco a vida de que você ama.

1 –  Indicações de uso da rede de proteção para janelas

Muitas pessoas que vão comprar rede de proteção para janelas, tem um ou mais objetivos, quais podem ser: prevenir que seu gato caia da anela ou fuja ou proteger crianças e idosos de quedas. Mas a maioria não sabe que ela serve também para outras coisas, como impedir a entrada de animais estranhos e objetos que possam vir voando.

2 – Analisar a área onde você reside

É importante que, antes de comprar rede de proteção para janelas, você saiba como é o clima do local em que reside para poder escolher o tipo de gancho ideal, já que se existir muita maresia o ideal é optar pelos ganchos de inox, pois o galvanizado corre o risco de ser corroído e enferrujar.

3 – É preciso fazer a manutenção de tempos em tempos

Para que sua rede de proteção para janelas continue garantindo a segurança, é importante que seja feita a manutenção dela de tempos em tempos por um profissional capacitado e experiente, para ver se está tudo ok e não há nenhum problema como corda arrebentada, corrosão ou folga nos ganchos, dentre outros problemas que podem colocar em risco a segurança do seu pet, crianças e idosos que estejam na casa.

4 – Existem diversos tamanhos de espaçamentos em nós

Se você quer comprar rede de proteção para janelas, mas está indeciso porque não quer que o ambiente fique fechado, saiba que existem redes de proteção dos mais variados tamanhos (espaçamento entre nós).

A rede de proteção oferece segurança sem afetar a beleza de um ambiente, fora que podem ser facilmente instaladas e removidas também, quando chegar o perdido de realizar a manutenção.

5 –  Trocar a rede de proteção a cada 3 anos

As redes de proteção são itens de segurança, logo são muito importante, por isso é necessário que se faça a troca a cada 3 anos, nada de tentar remendar cordas ou querer fazer algo para “reaproveitar” o produto, isso não existe, é a segurança dos seus filhos, familiares e animais que se está em jogo.

Cotidiano e Seus Perigos

Se alguém perguntar a você quais são os principais perigos que você e sua família estão expostos dentro de casa, provavelmente você logo irá pensar em eletricidade, o consumo indevido de remédios sem prescrição médica ou até mesmo em intoxicação alimentar. Entretanto, o que quase ninguém imagina é que existem produtos que já são parte tão constante do nosso dia a dia que não chamam mais a nossa atenção para potenciais riscos a nossa vida e a saúde.

Já ocorreu com você de te contarem sobre algum caso e você dizer “isso não pode ter acontecido” ou “isso nunca aconteceria comigo”? Com certeza sim, mas estamos todos sujeitos a tudo. E coisas absolutamente inesperadas podem acontecer.

No lar

Você pode ter se mudado para um apartamento novo, e esse apartamento tem redes de proteção antigas, mas não ligar para isso, mas já imaginou como isso pode ser perigoso? Existem muitos casos de pessoas que apenas por tropeçar, acabaram quase perdendo suas vidas em acidentes domésticos. E com isso não se brinca.

Não é só porque você não tem crianças em casa ou animais que você não deve se preocupar em trocar sempre que necessário as redes de proteção de seu apartamento. Estamos sujeitos a tropeções, tonturas, ressacas, qualquer coisa e nunca se sabe quando ter ou não ter uma boa rede de proteção instalada em seu apartamento pode significar as nossas vidas.

Pesquise bem

Esteja sempre preocupado com sua segurança, procure lojas especializadas nesse tipo de produto, procure por uma empresa de redes de proteção, onde sempre vai ter um profissional para te auxiliar na escolha do produto específico para seu apartamento, e não arrisque, com a segurança não existem exceções. Cuide sempre de você e das pessoas que você gosta. E lembre-se: a segurança vem em primeiro lugar

Troca de Torneira

Se existe uma coisa desagradável é aquele barulho insistente e irritante de torneira pingando, principalmente, durante a madrugada logo depois que você consegue pegar no sono. De nada adiantará ir até a pia com o objetivo de estancar o problema apertando a torneira até que o pinga-pinga pare.

Quando a torneira está pingando, isso significa que ela está pedindo um reparo. O equipamento precisa apenas de um conserto simples mais conhecido como “troca da borrachinha”. Popularmente conhecida como “borrachinha”, o item recebe o nome de Vedante e é fabricado tanto de borracha como de silicone. O acessório feito de silicone é mais durável e o mais usado atualmente.

É importante saber que nem todas as torneiras que estão no mercado fazem uso da famosa “borrachinha”. Elas se modernizaram e são chamadas de “torneiras ¼ de volta. A torneira comum é aquela que para ser aberta até o fim é preciso dar mais de uma volta inteira. Já modelos que é necessário dar 3 voltas e ½.

Por outro lado, a torneira ¼ de volta para abrir precisa de apenas um toque, pois ela conta com um reparo interno feito de cerâmica e livre da borracha.

Para realizar a troca, o primeiro passo é verificar a pia e observar quantas torneiras existem e qual é a distância entre elas. De maneira particular, podem ser duas as torneiras de banheiro e elas podem estar conectadas com o cano e assim formam uma coisa só, porém podem ser separadas. Essa informação é fundamental na hora de escolher a torneira nova. O valor das torneiras varia de R$40 a R$500. O melhor é optar por uma de qualidade, porque esse é um item que tem longa durabilidade.

Para instalar o melhor é contar com um profissional experiente como o encanador, porém nada impede que você leia as instruções que vem junto com a torneira. Atenção, pois elas poderão ser detalhadas e uteis, ou frustrantes por serem poucas. Caso prefira realizar a troca sozinho, a melhor forma é seguir as instruções dadas pelo fabricante.

A presença do encanador continua sendo a melhor opção, pois o profissional já conta com uma chave de lavatório e esse equipamento será necessário para alcançar e remover duas grandes porcas que ficam ao lado da torneira e são presas à pia.

  • Retire tudo o que estiver embaixo da pia e coloque bem longe, se possível até fora do banheiro. Depois, deixe o ambiente bem iluminado, pois isso facilitará não só para o encanador como para o marinheiro de primeira viagem.
  • Desligue o registro e as duas válvulas, girando-as como se fossem torneiras no sentido horário. Após isso, a porca que fica acima da válvula em cada um dos canos deve ser solta, a água escorre, por isso fique com um pano próximo.
  • Agora, as porcas grandes que são responsáveis por fazer com que a torneira fique no lugar deverão ser retiradas. É importante estar atento, pois podem haver uma, duas ou até três porcas.
  • Então, puxe a torneira velha com tudo o que está preso a ela para fora. Antes de colocar a torneira nova, examine a qualidade dos canos e se eles estiverem danificados, devem ser trocados imediatamente.
  • Limpe bem o local onde a torneira velha estava e agora é só montar a nova torneira e se livrar do pinga-pinga irritante.

Esse problema deve ser o quanto antes sanado, pois uma torneira pingando gasta por dia 46 litros de água e no mês 1380 litros. Se ele não for sanado o quanto antes, vão para o ralo o planeta e o seu dinheiro também.

Confira as Vantagens do Acrílico

O acrílico é um material que além de sua facilidade na utilização possui diversas facilidades em questões de adquirir formar, por sua leveza, alta resistência e também por sua flexibilidade. Este item está se tornando o queridinho quando é colocado em comparação com o vidro.

O acrílico é um material que possui uma superfície brilhante e transparente, e são por essas características que muitas pessoas estão deixando o vidro de lado e substituído pelo acrílico, pois além de ter características semelhantes tem uma resistência ao impacto bem maior do que a do vidro. Uma queda por exemplo quebraria o vidro e no caso do acrílico não, pois ele é mais leve, e se por algum incidente o acrílico quebrar, ele não causará ferimentos que o vidro pode fazer.

Se comparando com o vidro é claro que o acrílico pode sofrer alguns danos com o uso incorreto, leves arranhões que com o tempo podem ocorrer pelo próprio produto, porém esse não é o fim. É possível fazer o polimento da peça assim é possível eliminar todos as imperfeições da peça e ter uma peça novinha em folha para utilizar no local de sua preferência.

Esse material possui uma superfície plana e isso auxilia muito na hora da limpeza, pois ele não acumula muita sujeira. É só usar água e sabão neutro, com a ajuda de um pano macio e você já tem um acrílico limpo e com a aparência de novo. Prático né?

Se você ainda não se convenceu da verdadeira qualidade e efetividade de substituição do vidro pelo acrílico, vamos te ajudar te mostrando os benefícios e vantagens que esse material tem quando ocupa o lugar do vidro. Confira:

  • Maior variedade e cores e texturas que podem ser utilizados em ambientes empresariais e doméstico;
  • Dez vezes mais resistente que o vidro quando sobre um impacto;
  • Peso menor, tem um peso duas vezes menor que o vidro;
  • Transparência maior que a do vidro dependendo de seu acabamento;
  • Resistência a luz do sol, o que o permite que o material tenha uma longa duração no seu uso.

Gostou de saber sobre as vantagens incríveis que esse material tem? Aposte, vale muito a pena, além de terem qualidades semelhantes o custo do acrílico é relativamente menor, análise e adquira o que a de melhor o seu ambiente de trabalho ou na sua casa mesmo.

Tratamento para Engravidar Pode Contar com Gesto Altruísta

Diversos casais têm dificuldade em engravidar naturalmente, com diversos problemas alterando a fertilidade do casal e suas chances de gestação. Em alguns casos, um tratamento para engravidar pode surtir efeito, mas em outros é necessário recorrer à doação de gametas.

A doação de espermatozoides é mais comum, mas as mulheres também podem realizar uma ovo doação e ajudar uma outra mulher a realizar o sonho de se tornar mãe com a doação de gametas. O gesto é altruísta e anônimo, com o sigilo garantido. A mulher que receberá os óvulos não pode conhecer e não tem nenhuma informação sobre a doadora e vice-versa. Pagar pelos gametas é proibido, mas a receptora pode financiar o tratamento realizado para a doação.

Como é feito o procedimento?

Para realizar a doação, a mulher deve buscar uma clínica de fertilização que ofereça o serviço como tratamento para engravidar. Após análise da doadora, ela passa a ter seus ovários estimulados através de hormônios, afim de produzir mais óvulos e com melhor qualidade. Parte dos óvulos gerados são então colhidos. A receptora também recebe hormônios no período, para o espessamento do endométrio.

Em laboratório, os óvulos coletados são inseminados artificialmente com o espermatozoide do marido da receptora. Após 3 a 5 dias de desenvolvimento em laboratório, o embrião é transplantado para o útero da receptora. Para doar parte dos óvulos, a mulher precisa assinar um termo no qual explicita a doação, concordando que não terá direito nenhum sobre a criança que poderá ser gerada através de seu gameta e com o tratamento para engravidar. Além disso, a doadora deve:

  • Ter menos de 30 anos;
  • Não ter doenças infectocontagiosas;
  • Não possuir histórico de doenças genéticas na família;
  • Tipo físico e sanguíneo compatível com o da receptora;
  • Bom potencial ovariano.

Antes do tratamento para engravidar ser realizado, o casal receptor passa por entrevistas psicológicas, uma vez que devem estar cientes de que a criança gerada não deve ser tratada de forma diferente só por não compartilhar do material genético da manhã. A doadora por sua vez, também recebe orientação psicológica, uma vez que não terá nenhum contato com a criança que possa ser gerada a partir de seu óvulo e ter desprendimento é necessário nessa situação.

Redes de Proteção para Apartamentos

As redes ou telas de proteção estão cada vez mais sendo utilizadas como formas de proteger crianças, animais, e adultos, de lugares que contém uma altura elevada. Nesse artigo você irá aprender algumas coisas básicas, porém essenciais na hora de escolher sua rede, dentre alguns aspectos de segurança.

Escolha da rede de proteção

Em geral, não há muita diferença de uma rede de proteção para outra, o que muda mesmo é apenas o material que foi utilizado para a fabricação que pode ser mais, ou menos resistente, como também o tamanho da malha, que poderá fazer a diferença.

Em relação aos materiais das redes, não é possível utilizar redes fabricadas por reciclagem como fonte de proteção (como é feito por algumas pessoas), pois não serão seguras. Geralmente as telas de proteção são feitas de polietileno ou poliamida.

Não há tanta diferença entre um e outro, mas há algumas características que poderão ser levadas em consideração, por exemplo:

O polietileno é um material impermeabilizado, e possui uma grande resistência em relação à variação climática do tempo, ou seja, terá uma maior durabilidade, e menos chance de desbotamento ou envelhecimento, se comparado às redes de poliamida. Portanto, uma rede feita por polietileno é uma boa opção para janelas, varandas e sacadas, já que são redes que poderão ter mais contato com o sol.

Já a rede feita por poliamida (nylon) tem um aspecto que lembra a tecido, e é uma rede mais recomendável para ser utilizada dentro de casa por ela não ser impermeabilizada, e ter uma menor resistência ao clima.  Mas isso também não impede o uso em sacadas e janelas, apenas não é o mais recomendável.

Tamanho da rede

Para crianças, animais, e impedimento de brinquedos que podem ser jogados lá de cima pela criança, o mais indicado são malhas menores para evitar a passagem, que tenham pelo menos de 5 cm.

Cores

Há muitas cores de redes de proteções disponíveis que podem ser escolhidas de acordo com sua preferência.

Como saber se a rede está segura?

Caso fique com alguma dúvida em relação à proteção, você mesmo poderá fazer um teste pressionando as mãos contra as redes forçando um pouco, e ficando atento ao resultado surgido. Como por exemplo, se algum gancho se solta, ou a rede se rompe, nesse caso deverá ser feito a troca.

Se de algum modo não se sentir seguro em relação à rede, a empresa de instalação poderá ser consultada para fazer uma avaliação, e quem sabe será feita uma substituição da mesma.

Manutenção

Para que a manutenção possa ser feita de maneira correta, deve ser evitada a utilização de produtos químicos, que na verdade podem danificar a corda. Desse modo, utilize apenas um pano úmido, e já estará de bom tamanho.

Como Aumentar a Eficiência do Ar Condicionado

Evite bloqueio do fluxo de ar

Selagem de dutos com vazamento pode ser a melhor coisa que você pode fazer para melhorar a eficiência, mas outras ações vão ajudar também: substituir filtros sujos, manter a carga direita e o fluxo de ar, limpar as bobinas.

Outra coisa a fazer é certificar-se de que a unidade exterior (condensador) não é tão escondido da vista que seu fluxo de ar seja bloqueado ou que as folhas ou outros matérias não estejam entupindo-os.

Se você estiver substituindo ou instalando um novo ar condicionado, observe para comprar equipamentos de alta eficiência. A classificação de eficiência mais conhecida é a Classificação de Eficiência Energética Sazonal (SEER). SEER 13 é a eficiência mínima que você deve considerar, mas é provável que maiores eficiências sejam bastante rentáveis.

Dependendo do seu clima, você pode querer considerar outros números de eficiência também. Por exemplo, em climas quentes e secos, você deve olhar para a Classificação de Eficiência Energética (EER) que diz o quão bem o sistema irá funcionar em condições de pico. Se você vive em um clima quente e úmido, você precisa considerar o quão bem a unidade pode desumidificar .

Reduza o trabalho feito pelo aparelho de ar

Você pode fazer seu condicionador de ar trabalhar melhor reduzindo o tamanho do trabalho que ele tem de fazer. Você pode fazer isso melhorando o ambiente ou reduzindo as cargas geradas internamente ao qual o seu condicionador de ar deve lidar.

Melhorar o ambiente inclui coisas como: o aumento dos níveis de isolamento ou janelas de sombreamento ou reduzir o vazamento de ar, além de fazer a manutenção do ar condicionado periodicamente. Tais melhorias irão reduzir a energia consumida no aquecimento e resfriamento, mas podem exigir tempo ou investimento considerável.

Ao colocar um telhado novo ou janelas novas, costuma ser rentável usar produtos de alta eficiência. Coberturas com menas passagem de calor, por exemplo, pode economizar meia tonelada de resfriamento e uma grande quantidade de energia ao longo do ano.

Reduzir as cargas internas pode ser mais simples. Desligar aparelhos elétricos, luzes e equipamentos desnecessários. Mude o uso do aparelho (como lavadoras e secadoras) para períodos mais frios do dia. Use ventiladores de exaustão locais para remover o calor e a umidade da cozinhas e banhos.

Em alguns climas outras técnicas podem ser usadas para reduzir a carga no condicionador de ar. Em climas secos, as condições de ar evaporativo (a versão moderna do que costumava ser chamado de “refrigeradores de pântano”) podem proporcionar arrefecimento substancial.

Em climas com grandes oscilações de temperatura, como os climas quentes e secos, você pode reduzir a carga trazendo grandes quantidades de ar fresco ao ar livre. Esses sistemas podem ser chamados de “arrefecimento noturno”, “arrefecimento ventilativo” ou “economizadores residenciais”.