Todos os posts de regina

Personagem Mônica de Mauricio de Souza Completa 50 Anos

A personagem mais conhecida dos gibis nacional completou em Janeiro exatamente 50 anos de idade. Mônica, criada pelo quadrinista Maurício de Souza em 1963 foi uma personagem, como a maioria dos pertencentes ao elenco principal da turma, inspirada em uma de suas filhas, e iniciou a sua carreira como uma personagem secundária, já que Maurício na época já tinha criados outros personagens como o Franjinha, o inventor da turma da Mônica.

Ao longo dos 50 anos de sua história, Mônica foi ganhando popularidade, recebeu sua própria revista em quadrinhos, assim como os cada um dos membros principais de sua turma posteriormente, e se tornou um ícone nacional. Maurício de Souza mesmo chegou a citar que muitas crianças aprenderam a ler justamente foleando os gibis de Mônica e sua turma.

Com o passar do tempo, a franquia da turma cresceu e no final da década de 1980 surgiram as primeiras animações da Turma, sendo a maioria especiais para serem veiculados na programação da rede Globo. Além disso, a franquia adquiriu uma força econômica e, além das revistinhas e animações veiculadas atualmente pelo canal pago Cartoon Network, diversos itens com a marca Mônica, como materiais escolares, livros para colorir, jogos da Mônica, notavelmente para alguns videogames vendidos no Brasil na década de 1990, alimentos, entre muitos outros. Mônica também passou a ser uma referência, uma espécie de marco ilustrativo da cultura brasileira, já que suas histórias em quadrinhos já foram e se encontram atualmente em publicação em diversos países, nas mais diversas línguas, como inglês, italiano e até japonês.

Apesar de Mônica estar completando 50 anos no mercado nacional, Maurício de Souza não se cansa de inovar, e em 2008 lançou uma publicação que fugia completamente do padrão até então adotado: uma nova série de revistas em quadrinhos de Mônica e sua turma, agora como jovens.  Os quadrinhos da turma da Mônica jovem foram um sucesso tão grande que estima-se que tenham vendido mais de 400 mil exemplares no seu lançamento, ou seja, foi a história em quadrinho com a maior venda inicial no mês de seu lançamento. Prova viva de que apesar de cinco décadas, a gorduchinha mais amada dos quadrinhos do Brasil não se cansa de reinventar sua imagem.

O Que a Microsoft Planeja Removendo o MSN?

A gigante dos sistemas operacionais Windows já anunciou que ainda em Março desse ano vai tirar do ar o seu programa de mensagens instantâneas, o MSN, do ar. A verdade é que o MSN tem perdido espaço drasticamente comparado a outros serviços de mensagens instantâneas, como o mensageiro do Facebook, e talvez os ganhos com publicidade que o MSN possuía já não compensassem manter o serviço no ar. Acontece, porém, que o serviço ainda é popular em alguns locais, por exemplo, no Brasil. E para esses consumidores, o que a MS planeja no final das contas?

Calma: os usuários que desejam realmente manter os contatos do serviço anterior não vão ficar totalmente desamparados: A compra do Skype por parte da Microsoft serviu para criar um substituto ao serviço, já que o Skype também possui suporte à mensagens instantâneas, compatível com as contas Microsoft usadas no MSN, ou seja, basta trocar de programa que o serviço continuará funcionando. Aos usuários que já baixaram o Skype perceberam que é possível fazer o MSN Login via Skype e usar normalmente o programa de ligações como um mensageiro instantâneo.

Outra medida da Microsoft foi instalar um cliente de mensagens instantâneas  nativo no Windows 8. Um dos grandes problemas da Microsoft foi que existem já muitas versões do MSN Messenger no mercado, e sua base de cliente está dividida nelas, alguns mais modernos tinham suporte a Winks, e o mais antigo sequer tinha suporte a emoticons do MSN. Agora com a base de clientes reunida em apenas 1 cliente padrão do Windows, fica fácil criar atualizações automáticas, que provavelmente ocorrerão via Windows Update.

Entretanto essa mudança é um negócio de risco para a gigante de Redmond: Uma das características principais de sua base de clientes – da maioria de seus produtos, diga-se de passagem, é que eles não trocam os seus serviços simplesmente por um conservadorismo ou imobilidade. Quer dizer, seus clientes são principalmente aqueles que têm preguiça de experimentar outros serviços, ou mesmo estão acomodados com eles. A MS está jogando um jogo arriscado agora, pois forçar a sua base de clientes a migrar para outro serviço, pode ser que eles acabam escolhendo um serviço que, afinal, não seja o seu.

Revestimentos Laminados Para o Piso

Nos últimos anos, a economia do país se aqueceu, e o Brasil experimentou crescimento exponencial nos segmentos da construção civil. Esse crescimento trouxe impactos positivos e negativos para o cidadão que deseja construir a sua casa, como a diversificação de revestimentos de piso para construir e a crescente escassez de mão de obra para de fato tirar os seus planos do papel.

A diversificação de materiais para a construção foi um fenômeno diretamente ligado à crescente busca do mercado consumidor por matéria prima para a construção. Cada vez mais os revestimentos são dotados de tecnologia, e esta tecnologia é empregada inclusive para baratear os custos da produção e gerar um produto final com preço atraente para o consumidor. Um bom exemplo disso são os pisos laminados. Nunca se viu tantas linhas deste produto antes no mercado, sendo ele um concorrente direto dos pisos de madeira maciça, justamente pelo aumento do preço deste último revestimento em vista da alta da demanda consumidora deste produto.

Vale destacar que o crescimento da construção civil no país serviu de incentivo para a entrada de diversas empresas estrangeiras de revestimentos e matérias de construção, que incentivara a concorrência por trazer tecnologias de produção até então inéditas no país. Isso foi um forte incentivo para que diversas empresas nacionais, mesmo às de tradição no mercado, investissem em suas marcas e tecnologia para tornar seus produtos competitivos diante dos novos concorrentes, como por exemplo, o piso laminado durafloor, de uma das empresas mais tradicionais de revestimentos no país, porém que investe forte em design e tecnologia para manter sua posição de destaque no país. O resultado são as diversas linhas e acabamentos oferecidos por este fabricante no segmento de pisos laminados.

Para atrair consumidores, os fabricantes de pisos laminados cada vez mais empregam tecnologia em seus produtos, gerando qualidade e novas características para atrair o consumidor. A facilidade de limpeza do piso laminado é um bom exemplo disso. Hoje praticamente todos os fabricantes fornecem produtos de fácil limpeza, sem a necessidade de produtos especiais para a limpeza do material. Outra característica a se destacar é a resistência a riscos do piso laminado à riscos e arranhões, que chega a ser muito maior do que o próprio  piso de madeira no caso de alguns fabricantes.

Para manter maior controle sobre a qualidade dos pisos laminados em relação à abrasão, A ABNT estipulou norma técnica, que divide os revestimentos laminados em piso laminado, para os revestimentos laminados de alta resistência à abrasão, e o carpete de madeira, nomenclatura para produtos de qualidade inferior.

3 Dicas Para Gerenciar um Casamento

O casamento é uma celebração de alegria e união, uma representação viva do amor de um Casal. Ao menos é isso que pode parecer à primeira vista, mas você não imagina o trabalho que dá para organizar uma cerimônia dessas. As preparações levam meses, afinal vários dos serviços precisam ser agendados com semanas de antecedência, e ninguém deve deixar nada para a última hora, sob risco de não conseguir encontrar um buffet para casamento com horários livres, ou mesmo um fotógrafo profissional para cobrir a cerimônia.

Primeiro de tudo, na hora de planeja a sua festa, você precisa estar ciente de que NADA pode ficar para a última hora. Acidentes, e imprevistos acontecem, e se você der brecha para algum serviço que ficou pendente a contratação, ou detalhe, você estará correndo o risco de não encontra-lo na última hora. Casamentos são eventos que requisitam profissionais que, geralmente, possuem uma agenda muito apertada, então tudo deve ser marcado com antecedência para o bom andar da carruagem.

Em segundo lugar, você deve estar ciente da necessidade de planejamento. Gerenciar um casamento exige muito planejamento, então mantenha consigo uma agenda com todos os detalhes da cerimônia. Caso algum serviço entrar em atraso, vai ficar muito mais fácil cobrar se você estiver com os dados do fornecedor em mãos. Calcule também tudo com bastante antecedência, como número de convidados – dado necessário para o orçamento de vários dos serviços especializados de casamento – despesas do aluguel do salão de festas, igreja para o casamento, decoração, etc., para você garantir que tudo caiba no orçamento, e que o dinheiro não acabe antes da festa. Não se esqueça de incluir as despesas com aluguel de roupas, cabelereiro e maquiagem para casamento. Se seu orçamento for apertado, é superimportante o cuidado para você manter a rédea-curta nas despesas da sua festa de casamento.

Se você cumpriu tudo até aqui, planejou corretamente as despesas do seu casamento e deixou todos os detalhes encaminhados é hora de curtir. Parece frase clichê, mas você deve sim reservar para você alguns momentos entre a loucura dos últimos detalhes e imprevistos do último mês – sim, certamente haverá. É para isso que existem ventos como o chá de panela, em que as amigas da do casal se reúnem geralmente algumas semanas antes do casamento para brincar e se divertir. Aproveite essas oportunidades para esquecer-se do stress e aliviar suas tensões. E quando chegar o grande dia, se você ainda tiver uma folga no seu orçamento, uma boa pedida é se inscrever num serviço de dia da noiva em que você relaxa e se produz toda para o momento do sim. Agora é só se preparar para a lua-de-mel…

O Lado Negro da Energia Solar

Quando se fala em preservação Meio Ambiente é natural que se discuta também as fontes de energia da humanidade, afinal a energia é essencial para o progresso da humanidade,embora continue sendo um dos vilões na luta em defesa da Natureza. Com os anos, surgiram fontes de energia alternativa, que buscavam principalmente a sustentabilidade e um equilíbrio entre economia e geração de energia, e um ponto chave na discussão da energia verde são os painéis solares, atualmente considerados uma das fontes de energia mais limpas que a humanidade já criou, mas embora tão bem falados, há diversas críticas a essa fonte energética que nem sempre vem a público.

A critica mais forte, e talvez o maior obstáculo para a implementação de fontes de energia verdes é o custo. A energia limpa está sempre associada a custos muito altos se comparados ao investimento feito. Nesse grupo podemos incluir a energia eólica e a energia solar, mas não a energia hidroelétrica. Basicamente essas duas fontes de energia estão associadas a elevados investimentos, porém a energia que produzem é substancialmente inferior se compararmos à uma usina hidroelétrica de médio porte, por exemplo. A energia hidroelétrica, ao contrário do que muitos pensam, apesar de ser o grande fornecedor de energia do Brasil, é uma energia suja, já que além de ser um vilão ecológico, por alagar milhares de hectares de áreas, geralmente de matas, é um gigantesco emissor de metano, sem contar que os lagos artificiais aumentam a área de evaporação dos mananciais, reduzindo a quantidade de água disponível nos rios.

Outro fator que não costuma ser mencionado são os métodos de fabricação das lacas solares, usadas para geração de energia elétrica fotovoltaica. Isso porque grande parte dos fabricantes adotam o uso de um tipo de silício cristalino, que em seu método de industrialização, demanda uma quantidade enorme de energia, o que nos leva a uma pergunta: considerando que as placas solares possuem um rendimento energético bastante inferior em relação à outras fontes de energia, será que elas não gastam mais energia para serem fabricadas do que realmente geram durante o seu tempo de vida? Depende do tempo em que ela permanecer em uso, mas considerando o desgaste das células solares através do tempo, é possível que quando ela tenha compensado sua própria energia de fabricação o seu potencial produtor de energia já tenha sido reduzido, principalmente quando falamos em placas com baixos índices de produção.

Entenda-se que as críticas acima se resumem aos geradores fotovoltaicos, e não necessariamente ao uso de aquecedor solar, já que este transmite a energia solar diretamente na forma de energia térmica, que é armazenada por um reservatório. Este é um caso genuíno de uso correto e eficiente da energia solar, embora geralmente empregado em pequena escala.