Aumentar a Produção do Hormônio do Crescimento

Tamanho pode importar, mas em alguns casos, a menor coisa pode ter o maior impacto como é o caso da glândula hipófise anterior situada dentro de seu cérebro e que possui o tamanho de uma uva. Apesar das suas pequenas dimensões, esta glândula é a fonte de um hormônio poderoso quando se trata de altura de construção muscular, sendo a responsável pela secreção de uma substância chamada hormônio somatotrófico, mais comumente conhecido como “hormônio do crescimento”, em sua corrente sanguínea.

Sem essa glândula pequena, não importaria quantas repetições de exercícios você executa. Sem ela, a construção de seu físico seria um exercício inútil. Por quê? “É o hormônio do crescimento que dita como seu corpo se adapta aos exercícios físicos”, diz Ed Burke, Ph.D., diretor do Programa de Ciência do Exercício da Universidade do Colorado, Estados Unidos.

Atuando como chefe do seu corpo, o hormônio do crescimento instrui os ossos do esqueleto a crescerem mais e mais fortes, enquanto ele acelera a conversão do excesso de gordura em energia. Em outras palavras, ao conseguir hormônio do crescimento em quantidade suficiente flutuando em seu organismo, seu corpo não tem escolha a não ser construir-se em algo maior e mais robusto.

Embora a quantidade de hormônio de crescimento que seu corpo produz seja regulada inteiramente pelo seu cérebro, há algumas coisas que você pode fazer para aumentar a produção deste. Portanto, agora que você trabalhou duro se exercitando, preste atenção a estas seis maneiras comprovadas fazer seu corpo trabalhar para você.

A primeira delas é dormir bem. Horas de sono, assim como uma alimentação adequada, fazem toda a diferença na recuperação do corpo e é o principal momento onde o hormônio do crescimento é produzido. Outra dica é ingerir uma refeição balanceada com proteínas e carboidratos antes dos exercícios. Essa refeição pré-treino irá te dar disposição para se exercitar mais e melhor além de evitar o catabolismo, que é a perda de massa muscular.

Uma dica que talvez você já conheça é nunca dormir de estômago cheio. O trabalho da digestão impede que o hormônio do crescimento seja produzido durante a noite, principal momento quando ele é excretado. Treinamento duro de musculação também é o principal fator para aumentar a produção hormonal. Foque em usar o máximo de peso que você conseguir durante séries de no mínimo 8 e no máximo 10 repetições.

Exercícios compostos como flexões de braço, barra fixa e agachamentos são exercícios bem conhecidos quanto a sua eficiência na hora de elevar os níveis de hormônio do crescimento. São inúmeros os benefícios dos hormônios para o corpo, pois além deles trazerem mudanças benéficas fisicamente, eles são capazes de trazer jovialidade e disposição.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz