Aruba, Caribe – Além do Sol e do Mar

Quando alguém menciona a ilha caribenha de Aruba, as primeiras coisas que vêm à mente são imagens de sol, praias de areia branca e águas azul-turquesa, ou talvez excelentes as lojas em boutiques de classe mundial ou a chance de tentar a sua sorte em um dos casinos da elegante ilha. Mas há muito mais para esta pequena ilha que leva uma mistura distinta das culturas holandêsa, latina e culturas nativas.

Apenas 18 milhas da costa da Venezuela, Aruba está posicionada em local seco, fora da zona de furacões, tornando-o um destino ideal durante todo o ano. Combine seu perfeito clima quente, brisas e seus maravilhosos cenários com pessoas amigáveis, uma cultura vibrante, comida deliciosa, acomodações finas e uma variedade de atividades que faz com que Aruba seja um dos principais destinos de férias das Américas.

Sua geografia única, linguagem, música, arte, gastronomia, comércio e uma série de outras características interessantes tornam Aruba um ótimo lugar para visitar e um lugar ainda melhor para se viver.

O ambiente natural é um dos bens mais preciosos de Aruba e que o povo de Aruba tem dedicação em preservar. Belas praias de areia branca e águas cristalinas são importantes para os arubenhos e assim um projeto de limpeza do recife começou há mais de uma década atrás, para preservar o meio marinho especialmente para os banhistas, adeptos de esportes aquáticos e mergulhadores.

O Departamento de Agricultura e Pecuária de Aruba também está envolvido na preservação das tartarugas marinhas, uma espécie em perigo de extinção.

Os 3.400 hectares de Arikok National Park, compreende cerca de 17 por cento da ilha de Aruba, apresentam uma paisagem do deserto de pedras, cactos, lagartos de cores brilhantes turquesa ou verde, cabras selvagens e outras espécies ameaçadas, incluindo a cascavel Aruban e espécies de papagaio. O Parque Nacional foi criado em primeiro lugar para o povo de Aruba, no intuito de preservar a área para as gerações futuras mas é claro que o turismo tem um grande benefício a partir dele, bem como os visitante que podem andar po rtrilhas, praias e cavernas onde inscrições pré-colombianas podem ser visto.

Enquanto os arubenhos estão trabalhando duro para preservar o ambiente natural, são igualmente dedicados a manterem sua herança cultural. Um esforço é para dar continuidade ao idioma Papiamento, uma mistura única de Holandês, Espanhol, Inglês e outras influências.

Aruba possui uma música que tem ritmos distintos, como o walz, tumba, danza e mazurca e instrumentos interessantes como o huiro e a caixa tingilingi. Estes podem ser experimentados nos hotéis e restaurantes, onde dançarinos e músicos apresentam shows, bem como nas comemorações de Carnaval e do semanário Bon Bini, exibido no histórico Fort Zoutmann em Oranjestad.

Apenas a uma curta distância de Oranjestad é San Nicolas, a segunda maior cidade de Aruba, uma comunidade que possui sua própria economia especial: uma cidade que possui diversas refinarias de petróleo, que viu seu auge antes de meados de 1980. San Nicolas passou por um plano de desenvolvimento agressivo nos últimos anos para criar um melhor ambiente não só para as 45 nacionalidades que vivem lá, mas para o turismo também. Entre as ruas recém-renovadas e edifícios, existe um tesouro incomum que vale a visita, o Bar Charlie. A empresa familiar possui três gerações e suas paredes estão cobertas com placas, obras de arte, memorabilia de esportes, parafernália marinhas, brasões da polícia, fotografias de concursos de beleza e praticamente qualquer coisa que os visitantes deseje visualizar para registrar sua visita.

Aruba dispõe de uma variedade de bons restaurantes. Alguns deles servem autênticas especialidades locais, enquanto outros oferecem gastronomia de todo o mundo. Apesar de Aruba não ser abençoada com uma terra fértil, programas liderado pelo Departamento de Agricultura foram concebidos para tentar garantir que parte de cada prato feito em Aruba é cultivada naturalmente em Aruba, seja fruto, carne de cabra, frutos do mar ou as ervas que são utilizadas para temperar.

Uma cultura que se desenvolve bem no clima de Aruba,  que possui um vento seco é a planta aloe vera. Estas plantas são processadas em duas linhas de produtos, uma goma rígida para uso em medicamentos laxantes e um gel que é usado em cosméticos e produtos de cuidados com a pele. Um bom passeio pode ser uma fazenda de aloe vera para conhecer e aprender sobre a sua colheita e o processo de fabricação de produtos.

Além de produtos agrícolas, outra substância essencial é fornecido para os arubenhos é a água, graças a um processo tecnológico que transforma um recurso abundante que é a água salgada em algo que beneficie arubenhos nativos e turistas. A falta de água natural requer que a ilha obtenha sua água potável utilizando diversas usinas de dessalinização que converte água do mar em água doce que sai pura, direto da torneira. Não só é segura para beber, mas ganhou elogios tais que um copo de água arubenha é apelidado de Cocktail Balashi, devido a localização de uma destas usinas.

Um belo clima que mistura paisagens tropicais e de deserto, cheia de atividades dentro e fora da água, boa comida e  água potável são todas as grandes razões pelas quais os turistas vão para Aruba diversas vezes. Além destas razões, una a hospitalidade dos arubenhos e o seu amor ilha e simpatia genuína e terá um perfeito roteiro de férias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *