Ambição é Bom para um Profissional de Solidworks?

Ambição é ruim ou bom? Um funcionário de uma empresa que trabalha com a utilização da ferramenta solidworks, eficaz na modelação de estruturas de plástico e metal deve ser ambicioso na busca por resultados pessoais a curto, médio e longo prazo? O espírito competitivo, autocrítico é positivo.

É importantíssimo ostentar bons resultados, e dedicar-se ao máximo para alcançar os objetivos.  Assim como tudo na vida, em contrapartida, todo exagero é prejudicial. Quem compete de forma excessiva pode tornar-se autoritário, egoísta e egocêntrico, o que é ruim individualmente, e péssimo para o clima empresarial.

A pessoa ambiciosa busca melhoria constantemente

Um fator importantíssimo na ambição é a curiosidade, a busca por conhecimento. O profissional ambicioso jamais estará satisfeito com um ou dois cursos no currículo. Além de obviamente ser formado em Engenharia Mecânica, Civil, Informática, etc, e de ter feito um curso de solidworks conceituado, o sujeito que trabalha com o software certamente vai querer fazer um curso de inglês, francês, mandarim, ir a cursos e conferências pelo país com o objetivo de trocar contato com outros profissionais da área, – networking –, tornar-se hábil na qualidade de trabalhar em equipe, e até mesmo liderar um grupo.

O termo ‘ambição’ em latim significa “desejo veemente de fortuna”, cobiça, honrarias. É claro que este desejo é ancorado por um viés egoísta, individualizado ao extremo. O sujeito quer tornar-se o melhor com o ímpeto de ganhar dinheiro para viajar para Europa, comprar um carro moderno, jantar em restaurantes chiques todo fim de semana, ou pelo simples prazer de ser um funcionário diferenciado, o melhor de todos. Isso não é ruim. De alguma forma, todo mundo nutre tais desejos, em menor ou maior escala.

É viável ser ambicioso e pensar na equipe

A qualidade torna-se um defeito no momento em que o indivíduo extrapola nos meios que utiliza para se tornar o melhor. Quando a máxima maquiavélica “os fins justificam os meios” é privilegiada, o sujeito muitas vezes passa por cima dos outros, é grosseiro, antiético, e prepotente. O bom profissional compete, faz vários cursos, e estimula os companheiros de trabalho a melhorarem. A ambição é uma característica pessoal, individualista. Por que não torná-la útil a serviço da produtividade coletiva?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *