A Incrível Vida que Temos

As vezes me pergunto: Será que as pessoas mudam pela própria “linha” de pensamento (racionalidade) ou por natureza das situações em que se encontram? Eis a questão… Costumava sentar na praça da capital paranaense por horas observando as pessoas irem e virem. Umas bem trajadas, outras nem tanto assim. Então me bateu a duvida: Seria eu melhor se fosse aquela ou essa pessoa? E…logo, via-me obrigada a sair do conforto do banco em que se encontrava devido a incômodos de terceiros. Mas, foi nessas ocasiões que aprendi muita coisa. Apos vários livros lidos, percebi que não seria e nem serei melhor se fosse outra pessoa. Cada ser é único, ouso a dizer, mas, chega a ser magico a vida e a pessoa que somos.

Todos temos problemas. Não ha quem tem a vida melhor ou pior do que a nossa… Acredite! Descobri isso apos meses de infinitas perguntas e questionamentos. Talvez você que esta lendo esse artigo deve estar pensando: Mas o que sera que essa “menina” esta querendo dizer, onde quer chegar? Quero chegar o mais longe que alguém pode ir… A satisfação de saber que tais palavras como essas “transformem” as pessoas internamente. Mudem-as pela leitura.

Pois bem… Como estava dizendo (em palavras), nós temos uma coisa mais rara de todo o universo: A mente humana. Construímos coisas, projetamos e fazemos prédios, pilotamos qualquer tipo de maquinário pela nossa capacidade motora, aprendemos outros idiomas, armazenamos milhares de informação e de dados, mas… E nós? Isso mesmo… E nós? Como ficamos ao final de um dia corrido, um resultado negativo, uma meta não alcançada, um trabalho não feito, um relacionamento complicado? Sera que somos capazes de “processar” tudo isso de uma forma “correta”?

Temos dentro de nós o paraíso e o “buraco”, a solução e o caos. Tudo habita em nós, a diferença é que tais sintomas estão adormecidos e nós é quem os “acordamos”. Passamos tanto tempo escolhendo a melhor roupa, o melhor celular, o homem mais perfeito e esquecemos que a felicidade esta no intimo do nosso ser. Buscamos esgotadamente a fonte da felicidade e do amor no mundo externo e nos decepcionamos por não encontra-la. Se você esta assim ou ate mesmo não esta, gostaria de convida-lo (a) a parar e refletir… Sim, refletir! Para isso eu (autora deste artigo) mesmo não estando fisicamente ao seu lado, ouso-me a te fazer umas perguntas:

  • Você é feliz? Se respondeu sim, diga me o que é felicidade?
  • Você se considera como um ser único e especial para o universo?
  • É apaixonado (a) por você mesmo (a)?

Se você leitor achou difícil responder estas perguntas, então compreendeu o que quero transmitir em palavras neste artigo.

Deixo aqui uma recomendação pessoal minha: antes de deitar faça uma analise de tudo que te ocorreu durante o dia e, se te “bater” uma tristeza, desanimo, desapontamento ou duvida interior, levante e se observe por 30 segundos em frete ao espelho de sua casa. Apos isso, sorria com vontade pela pessoa maravilhosa que és. Ah! Lembre-se: a vida apesar de difícil, é linda e deslumbrante.

Sobre Este Autor

Postar uma Resposta