8 Dicas para Quem Investe em Imóveis

Hoje em dia é bastante comum ouvir falar que “investir em imóveis é a melhor alternativa”, mas não é algo tão simples assim. Não é possível se tornar um bom investidor sem ter, no mínimo, algumas noções de como funciona este mercado.

A falta de preparo de alguns investidores pode acarretar até mesmo na construção de imóveis que não atendam o público-alvo corretamente, ou que acabam não se tornando restáveis para o empreendedor. Saiba agora oito dicas para se tornar um bom investidor de imóveis:

1. A escolha certa do local

Uma boa parcela do sucesso de um investidor está na escolha do terreno ideal. O local onde o imóvel será construído ou então que está à venda, deve conter alguns requisitos básicos de avaliação. Analisar se a vizinhança é confiável, se existe alguma construção degradada por perto, posicionamento com relação à luz do sol, se a vista do apartamento ou da casa é comprometida, serviços próximos (escola, comércio, transporte público, etc.), entre outros.

2. Negociação

É essencial que seja definida a proposta de valor para o mercado e o posicionamento do imóvel, ou seja, o que será passado para o consumidor, se será divulgado o conceito de clube, segurança, sustentabilidade, etc. De acordo com a decisão tomada, o índice de velocidade das vendas é diferente. Este índice é bastante levado em conta na hora da negociação do valor de venda ou de permuta do imóvel.

3. Analise a oferta

Antes de tomar qualquer outra decisão, verifique os demais imóveis que estão à venda pela região, se possível, visite os stands, pegue folders, anote os valores, faça uma avaliação geral. Mantenha-se atualizado através de estudos de sindicatos e associações do setor. Verifique as unidades mais vendidas, os tamanhos dos imóveis, as datas de lançamento, preços médios (estas informações são atualizadas mensalmente), identifique os empreendimentos de maior sucesso e os pontos fracos dos projetos eleitos melhores. Isso fará com que você tenha maiores chances de acertar ao realizar o investimento.

4. Diferenciação

Quais são os diferenciais que irá promover? O que fará com que o consumidor se encante pelo imóvel? É preciso ter estas informações bastante claras. Ter apenas uma boa aparência não convence mais ninguém a comprar um imóvel atualmente. É preciso ter diferenciais bem definidos para que o comprador tenha a sensação de que aquele é o imóvel ideal para ele.

5. A construção

O projeto da construção deve ser deixado em boas mãos, de preferência um profissional bem capacitado, um arquiteto experiente, que assimile facilmente as características que você escolheu e também que já conheça a região onde será construído o imóvel.

Independentemente de ser alguém de confiança, acompanhe passo a passo do projeto, como se você realmente fosse morar ali, para que o futuro proprietário não crie problemas depois que a venda for efetivada.

Quanto à equipe de construção, se possível, contrate uma construtora que preste bons serviços, ou então, caso opte por um engenheiro civil, analise antes de começar a obra quais são as vantagens e os riscos da contratação.

6. Escolhendo a imobiliária

Opte por contratar uma imobiliária que conheça a região e te passe uma boa planilha de preços. Referente à capacitação dos corretores, você pode montar um treinamento para eles, junto a imobiliária, criar um roteiro de apresentação também é uma boa ideia.

Tudo deve estar bem alinhado entre você, a imobiliária e o corretor, de forma bastante clara e a apresentação deve impressionar e não faltar respeito com os interessados no imóvel, afinal, não existirá uma segunda chance para vender o empreendimento para um mesmo consumidor.

7. O lançamento

Para alcançar um bom resultado no lançamento, é preciso gerar expectativas, trabalhar o emocional e estimular a compra dos consumidores. Feche negócios com condições favoráveis também para os clientes. Outra ideia, para quem investe em apartamentos, é realizar um lançamento no plantão de vendas, para tentar obter o maior número de vendas possíveis ainda com o imóvel na planta!

8. Relacionamento pós-venda

Mantenha contato com os interessados e também com os compradores. Deixe-se à disposição através de e-mail e das redes sociais. Mantendo um bom relacionamento com os consumidores, você terá maiores chances de que eles te indiquem para conhecidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *