4 Tipos de Pescado Criados em Aquicultura

Já pensou na quantidade de pessoas que, diariamente, comem pescado por todo o mundo? O consumo tem vindo a aumentar nos últimos anos de uma forma muito rápida. A aquacultura, criação de pescado, tem vindo a oferecer uma alternativa à pesca tradicional, respondendo a essa procura. Neste artigo vamos explicar quais são as variedades de pescado mais frequentemente criadas em aquicultura.

Seleção das espécies para aquicultura

O que faz um tipo de pescado ser produzido em aquicultura? Em primeiro lugar se  é do agrado das pessoas, uma vez que irá ser consumido, e em seguida a capacidade de adaptação e rendimento da produção: a forma como se alimentam, a facilidade com que se reproduzem e a capacidade de adaptação ao ambiente.

Tilápia

Conhecida em Angola como Cacusso, esta espécie de peixes é originária do Continente Africano. Peixe de água-doce, facilmente se adapta a novos ambientes, e se reproduz.

É uma das espécies na aquacultura que mais tem vindo a ser criada, opção que é fácil de entender, uma vez que a tilápia possui uma carne tenra e saborosa. Entre os produtores encontram-se a China e outros países Asiáticos, bem como os Estados Unidos.

Salmão

O Salmão, peixe bastante apreciado na gastronomia mundial, que vem das águas frias do Norte, é também bastante criado em aquacultura, permitindo responder a uma procura global pelo peixe e garantindo a sustentabilidade desta espécie em ambiente natural.

Existem diversos locais onde o Salmão é produzido, fundamentalmente no norte da América e norte da Europa, o que permite ao consumidor um maior acesso a este peixe e permite torna-lo um bom investimento para quem investe em aquacultura nesses locais.

Carpa

Bastante apreciado na Ásia, este peixe ocupa uma posição de destaque no que diz respeito à produção por aquacultura. O motivo é a grande produção por parte da China, o maior produtor de pescado a nível mundial.

Peixe-Gato

Quem não conhece o famoso peixe Gato? Este peixe é, também, bastante produzido em aquicultura, uma vez que tem nos Estados Unidos da América um dos seus grandes produtores.

Os exemplares acima referidos são dos mais produzidos a nível mundial. A sua produção em aquicultura é, sem dúvida, uma vantagem para quem os produz e para quem os consome. A qualidade do peixe produzido em aquacultura vai essencialmente depender das condições em que estes são criados e da forma como são alimentados, que deve garantir a segurança e qualidade do alimento.

Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz